Notícias Placares ao vivo
Daniel

IML define que causa da morte de Daniel foi facada no pescoço

19:57 BRST 22/11/2018
daniel correa freitas
Ex-jogador do São Paulo foi encontrado morto em 27 de outubro. Polícia não conclui se ele foi mutilado ainda vivo

O laudo realizado pela Polícia Científica do Paraná e pelo Instituto Médico Legal (IML) apontam que a causa da morte do jogador Daniel Correia Freitas foi uma facada que recebeu no pescoço. Segundo o portal G1, a perícia não conseguiu concluir se ele foi mutilado ainda vivo.

O ex-jogador do São Paulo tinha 24 anos, foi encontrado morto em 27 de outubro em um matagal da área rural de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Seu órgão sexual havia sido mutilado.

O crime aconteceu após a festa de aniversário de 18 anos de Allana Brites, filha do empresário Edison Brittes Júnior, que confessou ter matado o jogador por ter tentado estuprar sua esposa, Cristiana Brittes.

A Polícia Científica também concluiu que mais de uma pessoa carregou o corpo de Daniel no trajeto do carro até o matagal onde o corpo foi jogado.

“Lesões dorsais, torácicas e na coxa de Daniel apontam que provavelmente duas pessoas carregaram o jogador neste trajeto”, afirmou Paulino Pastre, diretor do IML.

Até o momento, sete pessoas envolvidas no crime estão presas: Edison Brittes, Cristiana Brittes, Allana Brittes, Eduardo Purkote, Eduardo da Silva, Ygor King e David Willian.

Com a conclusão do inquérito feita pelo delegado civil Amadeu Trevisan, cabe ao Ministério Público apresentar ou não a denúncia. Se houver denúncia e a justiça aceitá-la, os indiciados viram réus e podem ir a julgamento.