Notícias Placares ao vivo
Everton

Ídolo do Everton rasga elogios aos brasileiros Richarlison e Bernard

13:54 BRST 06/11/2018
Bernard Sigurdsson Richarlison Everton Brighton | 06112018
Leon Osman comparou Bernard à lenda do clube Steven Pienaar e elogiou a entrega de Richarlison

Bernard e Richarlison chegaram ao Everton com bastante desconfiança. Bernard estava livre no mercado após ter seu contrato com o Shakhtar Donetsk expirado e Richarlison chegou do Watford por cerca de 40 milhões de libras (aproximadamente R$ 200 milhões). Todavia, ambos vêm mostrando seus valores e já cativaram grande parte da torcida. Leon Osman, lendário jogador dos Toffees, rasgou elogios aos dois brasileiros.

"Richarlison chegou e mostrou um ótimo ritmo de jogo e muita coragem para ir até o final das jogadas e nos deu uma nova dinâmica. Ele passou o ano no Watford e aprendeu muito sobre ele mesmo e sobre o jogo, especialmente após cair de produção na segunda metade da temporada", falou Osman ao Liverpool Echo.

Ele também comentou sobre a presença de Bernard e falou da desconfiança que cercava o atleta franzino que nunca tinha atuado na competitiva e fisicamente forte liga inglesa. Ele comparou o brasileiro ex-Galo a outra lenda do Goodison Park: o sul-africano Steven Pienaar.

"Nós não tínhamos certeza se Bernard conseguiria render, mas ele mostrou que é o tipo de jogador que precisamos. É um atleta que vem da esquerda e chega com astúcia, habilidade e tem ótima visão de jogo. Ele é um elo verdadeiro entre o meio e o ataque. Nós tentamos diversos pontas mas nenhum nos deu o balanço correto. Desde que Bernard chegou ele se tornou o ponta-esquerda que faltava desde a saída de Steven Pienaar", analisou o atleta formado na base dos Toffees e que atuou em 430 partidas, marcou 57 gols e deu 37 assistências.

Leon Osman contra o West Ham, no Goodison Park, em 2014

Por fim, Leon elogiou o trabalho do português Marco Silva à frente do clube e comparou essa nova jornada com o fraco desempenho da equipe na temporada passada sob o comando de Sam Allardyce. 

"Não estávamos felizes com as poucas vezes que íamos ao ataque e o número de chances criadas no último ano. Ele [Marco Silva] mudou isso. Estamos criando chances de gol nos jogos, não estamos marcando todos, mas estamos ficando empolgados de novo. Estamos ficando animados quando o time vai ao ataque e isso é crédito do treinador", disse o ex-jogador de 37 anos. 

(Fotos: Getty Images)

Tanto Richarlison quanto Bernard destacaram a importância de Marco Silva na escolha do clube. O ex-Shakhtar disse que só decidiu ir ao Goodison Park após conversar com Silva e ouvir sobre os projetos do clube para aquela e para as próximas temporadas. Já Richarlison já trabalhara com o português no Watford e o descreveu "quase como um pai".