Idioma atrapalha? Sarri ironiza pergunta e diz que não vai entrar mais no vestiário do Chelsea

Comentários()
Getty Images
O treinador não escondeu a irritação com a péssima exibição de sua equipe no segundo tempo da vitória sobre o Slavia, na Europa League

O Chelsea venceu o Slavia de Praga por 4 a 3 nesta quinta-feira (18) e se classificou para a semifinal da Europa League, onde enfrentará o Eintracht Frankfurt. Apesar da vitória, o técnico Maurizio Sarri não escondeu a insatisfação especialmente com o segundo tempo de sua equipe.

Os Blues entraram no Stamford Bridge, em Londres, com a vantagem do 1 a 0 conquistado na ida, e pareciam ter resolvido o duelo rapidamente: Pedro abriu a contagem aos 5 minutos e Deli fez contra logo depois. Aos 17’, Giroud fez o terceiro e Pedro transformou o resultado em goleada ainda na etapa inicial, que terminou em 4 a 1. Entretanto, Sevcik fez dois gols e reascendeu a esperança do Slavia no início do segundo tempo.

“Nós fomos muito bem no primeiro tempo, eu acho. Realmente muito bem. E como tem sido comum nos últimos dois meses, começamos o segundo tempo muito mal. Precisamos resolver este problema”, disse o treinador italiano após a partida. “Mas estamos felizes por termos chegado em uma semifinal europeia, não é algo fácil. Então estamos muito felizes”.

Sobre os constantes ‘apagões’ no segundo tempo, Sarri disse não saber a razão: “No intervalo eu falei para eles que o objetivo era começar com a mesma aplicação e atenção no segundo tempo, mas não fizemos isso. Eu não sei. E não é fácil entender. Se fosse, poderíamos resolver facilmente o problema. É muito difícil entender o motivo”.

Perguntado se o idioma, já que ainda não domina absolutamente o inglês, seria o motivo principal, Sarri respondeu com ironia: “Eu posso tentar não entrar no vestiário no intervalo. Posso ver se isso vai resolver o problema”.

Outro motivo de tristeza para o italiano foi a eliminação do Napoli, sua ex-equipe e time de seu coração, para o Arsenal: “Não estou feliz pelo Napoli ter saído, porque se a final fosse Chelsea contra Napoli eu tenho certeza de que ficaria feliz no final da partida. Então eu não estou feliz pela eliminação deles. Para mim, é muito importante chegar na final. Desta vez eu não quero jogar a final, quero ganhar”.

Fechar