Notícias Placares ao vivo
Santos

Gabigol admite ter cometido erros na Europa, celebra retorno ao Santos e despista se jogará o clássico

15:07 BRST 29/01/2018
Gabigol - Santos - 29/01/2018
Atacante retorna ao clube da baixada após 18 meses de uma passagem fracassada na Inter de Milão e no Benfica

Gabriel Barbosa, mais conhecido como Gabigol, está de volta ao Santos 18 meses após ter deixado o clube para atuar na Inter de Milão. Na Europa, porém, a passagem do atacante foi fracassada tanto no clube italiano quanto no pouco tempo que ficou no Benfica.

Durante sua apresentação, o camisa 10 do Peixe admitiu ter cometido erros no Velho Continente.

“Acho que minha passagem pela Europa não foi como esperava. Mas não tive muitas oportunidades. Não é um bom momento de passar. Sempre me dediquei. Teve momentos que sei que errei, mas sempre treinei bastante e procurei espaço. Dificuldade sempre tem. As primeiras semanas foram muito difíceis. Pude me adaptar rápido, me surpreendi. Não tive sequência. Chegou o momento que vi que não teria muitas oportunidades. E tenho felicidade em jogar, preciso fazer isso”, afirmou.


(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

“Errei no momento em que saí do banco e abandonei o time, na Inter. Pedi desculpa um dia depois. A maior virtude do homem após errar é pedir desculpa e aprender com isso”, acrescentou.

Gabigol, inclusive, disse que volta ao Peixe também pelo sonho de ser convocado novamente para a Seleção Brasileira.

“Tem muito a ver. É um objetivo que tracei na minha carreira. Espero ajudar o Santos. A seleção é consequência. Sobre jogar em um rival, tá muito claro que eu sou santista de coração. Sempre vou ficar com essa camisa para sempre”, declarou.


(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

“Sou muito jovem, tenho felicidade em jogar futebol e eu preciso fazer isso. Decidi que era o momento de voltar, até pela Copa do Mundo”, completou.

Gabigol está ansioso para voltar a vestir a camisa do Peixe em uma partida oficial, mas desconversou se isso já acontecerá no clássico deste domingo (4), contra o Palmeiras, no Allianz Parque.

“Falar que estou pronto é um pouco cedo. Temos uma semana para o jogo, mas se o professor precisar vou estar à disposição”, finalizou.


(Foto: Ivan Storti/Santos FC)