"Fui chamado de refugo do Chelsea", relembra De Bruyne, fã de Guardiola

Comentários()
Getty Images
Jogador belga escreveu um texto no "The Player's Tribune" e contou sobre vários momentos de sua vida como atleta de futebol

Kevin De Bruyne lançou na manhã dessa segunda-feira (15) um texto no site The Player's Tribune onde conta muitas coisas de sua vida. Fala sobre sua obsessão por futebol, sobre conversas com Pep Guardiola e José Mourinho e a importância dos maus momentos em sua trajetória.

Ele começa falando sobre a importância que Raheem Sterling teve em sua chegada ao Manchester City. Os dois foram contratados no mesmo período e ambos eram vistos como "garotos problemas". Ele conta que por causa do que lia nos jornais, sua impressão de Sterling era muito errada.

"Raheem e eu temos uma forte conexão porque chegamos ao City no mesmo período e houve muitas críticas sobre nós na mídia. Eles disseram que eu era o "refugo do Chelsea". Eles disseram que Raheem era aquele garoto exibido que deixou o Liverpool por dinheiro. Disseram que nós éramos duas figuras difíceis", lembra De Bruyne, que depois afirmou "a grande verdade é que Raheem é um dos caras mais legais e humildes que conheci no futebol".

De Bruyne descreve com detalhes duas coisas marcantes nele: sua timidez e sua obsessão por futebol. Ele relata que aos 14 anos foi rejeitado pela família em que ele morava para jogar futebol, exatamente por ser "muito quieto" e que as pessoas "não conseguiam interagir" com ele. Foi exatamente por meio do futebol que ele conseguiu extravazar sua quietude e deu a volta por cima.

Kevin de Bruyne Pep Guardiola Manchester City 2017-18(Foto: Getty Images)

uma passagem frustrada pelo Chelsea, ele vai à Alemanha e depois chega ao Manchester City ainda sob o comando de Manuel Pellegrini. Na temporada seguinte chega Pep Guardiola. Kevin fala da extrema importância de Pep em sua vida e lembra um diálogo que mudou muita coisa em sua mentalidade.

"A primeira vez que encontrei Pep, nós sentamos e ele disse: 'Escute, Kevin, você pode ser - facilmente - um dos cinco melhores jogadores do mundo. Facilmente'. Eu fiquei em choque. Mas Pep disse isso com muita convicção que mudou totalmente minha mentalidade", revela De Bruyne. "Na maioria das vezes o futebol há muita negatividade e medo, mas com Pep é tudo extremamente positivo".

Fechar