Força do contra-ataque do México é trunfo para Firmino desbancar Jesus

Comentários()
Getty Images
Com característica de ajudar na recomposição defensiva, atacante será testado entre os titulares no treino deste sábado

Preocupado com a força do contra-ataque do México, Tite testará Roberto Firmino no time titular no treino fechado à imprensa deste sábado, em Sochi, poucas horas antes do embarque para Samara, que na segunda-feira recebe o confronto das oitavas de final da Copa do Mundo. A Goal sabe ainda que a eventual mudança no ataque faz parte dos estudos feitos pela comissão técnica antes mesmo da confirmação do duelo com os mexicanos. 

Além do jejum de gols de Gabriel Jesus, que ainda não balançou a rede na Rússia, pesa a favor do atual atacante reserva a característica marcante de deixar a área com frequência para fazer a recomposição defensiva no meio-campo com qualidade durante as investidas adversárias.

Logo após a vitória por 2 a 0 sobre a Sérvia, vale lembrar, os jogadores do Brasil deixaram o Spartak Stadium, em Moscou, exaltando o contra-ataque da equipe comandada por Juan Carlos Osorio.

"Ficamos surpresos com a eliminação da Alemanha, que tem uma grande seleção, mas infelizmente não teve boas atuações. O México tem uma grande seleção também, é dono de um contra-ataque muito forte. Precisamos ter muito cuidado", destacou Miranda.

"O México encarou um grupo forte, mas se passou de fase é porque está melhor do que a Alemanha. Os mexicanos têm muita qualidade, até porque jogam juntos há muito tempo, e são fortes e rápidos no contra-ataque. Precisamos ter muita atenção, vai ser um jogo complicadíssimo", completou Filipe Luís.

O México garantiu a presença na próxima fase da Copa com duas vitórias (sobre Alemanha e Coreia do Sul) e uma derrota (diante da Suécia). Marcou três gols e sofreu outros quatro.

Testado na semana passada

Roberto Firmino também chegou a ser testado no time dois dias antes do confronto com a Sérvia. Ele e Renato Augusto passaram boa parte da atividade de segunda-feira em Sochi entre os titulares , principalmente nos trabalhos específicos para o ataque. No fim, Tite preferiu manter a equipe com Willian e Gabriel Jesus. 

Fechar