Zé Ricardo revela nervosismo de Vinicius Jr, aprova empate contra o Atlético-MG e já pensa na Libertadores

Comentários()
Zé Ricardo Flamengo Macaé Carioca 01022017
Gilvan de Souza/Flamengo/Divulgação
O treinador do Flamengo também fez elogios para as atuações do zagueiro Rafael Vaz e ao jovem Matheus Sávio

Após o empate em 1 a 1 com o Atlético-MG, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro 2017, o tom no Flamengo foi de comemoração pelo ponto contra um adversário que pode brigar com os cariocas pelo título.

Durante a entrevista coletiva, o técnico do Fla, Zé Ricardo, falou sobre o resultado e aproveitou para tecer elogios para a exibição do zagueiro Rafael Vaz, que teve importância para evitar gols do rival no segundo tempo. A entrada de Vinícius Jr também teve atenção especial.

“Em determinado momento do segundo tempo ficou muito aberto (...) Enfrentamos uma grande equipe, com grande treinador. Que vai brigar lá na frente. Com jogadores fora do normal, como Robinho e Fred. Muito talentosa e com comando do Roger potencializa. Queríamos vencer, tivemos oportunidades. Mas dentro do equilíbrio do Brasileiro, é resultado que podemos considerar normal”, disse o comandante.


VEJA TAMBÉM:


“Está vivendo uma boa fase novamente”, disse Zé, sobre Rafael Vaz. “Parabenizar pela atuação, não só pelos gols que evitou. E agradecer o apoio da torcida e confiança no jogador”, afirmou o treinador, que também gostou da exibição do jovem Matheus Sávio, autor do primeiro gol rubro-negro no Brasileirão 2017.

“É um jogador que foi muito bem, fez gols pelo profissional. Rende melhor na função que acabou fazendo gol. Pedimos para trabalhar por dentro e aproximar do Paolo. Ficou um pouco preso na marcação no começo. Mas teve a felicidade de fazer o gol. Fico feliz por ele ter conseguido”.

Vinícius Jr nervoso antes de entrada?

Vinicius Junior Flamengo Atletico-MG Brasileirao Serie A 13052017 Badalado, Vinícius Jr disputou 12 minutos de jogo (Foto: Pedro Martins/MoWa Press)

“Entrou nervoso, normal. Mas tem muita coisa para dar. Legal que tenha levado carimbo da estreia. Mas vamos ter calma para o jogador crescer no seu momento. É jovem. Quando estiver adaptado vai mostrar todo seu potencial”.

“Se tivéssemos todo plantel talvez não fizesse parte da relação. Estando no jogo, a característica que queríamos era manter objetividade pelo lado. Poderia ser uma opção para gente. Sem pressão, vai seguir. E esperamos que tenha o tempo para desenvolver. É uma preocupação ir pegando confiança no profissional”.

Zé Ricardo também revelou o que disse para a joia antes de colocá-lo em campo: “Para não esquecer do que tínhamos treinamento. Para ter atenção nas subidas, trabalhar recomposição. E no fim falei que tem brilho, não precisava provar nada. E que as coisas iam acontecer naturalmente”.

Cabeça na Libertadores

Diego Ribas Franco Mussis Flamengo San Lorenzo Libertadores 08032017 (Foto: VANDERLEI ALMEIDA/AFP/Getty Images)

Além de ter defendido o colombiano Berrío, que perdeu uma grande chance de gol, Zé Ricardo já mudou o foco para o importante compromisso da próxima quarta-feira (13), na Argentina, contra o San Lorenzo, pela Copa Libertadores.

“Vamos encontrar um time diferente do que enfrentamos no Maracanã. Precisamos de pelo menos um ponto para sairmos classificados”, disse, fazendo referência à vitória por 3 a 0 no primeiro encontro entre os adversários.

Confira a situação do Fla na Libertadores

“Não jogaremos pelo empate, mesmo sabendo que nos interessa. Ficar dependendo de um jogo por um ponto é difícil. Eles mostraram ser uma equipe muito forte. Teremos uma batalha em Buenos Aires”, completou.

Fechar