Flamengo sofre com incapacidade de seus atacantes para decidir

Comentários()
Staff Images/Flamengo
Contra o Grêmio, o time de Reinaldo Rueda chegou pouco na área e voltou a deixar evidente carência de centroavantes

Header Tauan Ambrosio

A derrota por 3 a 1 para o Grêmio, com três gols sofridos no espaço de 12 minutos, ficou marcada para o Flamengo pelos vacilos defensivos.

Mas a derrota também evidenciou a carência rubro-negra quando o assunto é ter um atacante que leve perigo constante aos goleiros adversários.

Ainda que Vizeu dê mais profundidade, e entenda melhor a função do que Lucas Paquetá, encontra dificuldade para suprir a ausência de Guerrero (que apesar de sua importância para o time, não vem se destacando pela veia goleadora).

Contra o Grêmio, mais uma vez o Flamengo mostrou que o seu forte está na criação de jogadas, algo provado na tabelinha entre Evertons que culminou no gol do Ribeiro. Mas Vizeu não conseguiu levar perigo à meta tricolor: arriscou uma finalização para fora no primeiro tempo, um arremate de muito longe.

O problema na montagem de um elenco que não conta com opções equilibradas na posição de centroavante. Isso voltou a ficar evidente contra o Grêmio, com um total de 12 toques dados pelos flamenguistas dentro da área gaúcha. E aí, não importa ter finalizado nove vezes se a qualidade dos chutes não é boa: foram somente dois arremates certos.

GFX Flamengo ataque Grêmio BrasileirãoFinalizações certas do Fla contra o Grêmio (Foto: Opta Sports)

Apenas contra o Vasco, na vitória por 1 a 0 no primeiro turno, o Flamengo chegou tão pouco na área rival [11 toques na área de São Januário]. Naquele embate o gol de Everton decidiu, e a defesa não apresentou falhas grotescas.

Foi exatamente contra o Vasco, dessa vez em empate sem gols que voltou a evidenciar a carência de opções no ataque, que o Rubro-Negro havia dado tão poucos toques na área oposta – os mesmos 12 do último domingo, na Arena do Grêmio.

GFX gols atacantes

O melhor ataque do Brasil em 2017 dentre os clubes que estão na elite [foram 121 gols anotados em todas as competições] não tem o melhor atacante. Longe disso. No Brasileirão 2017, por exemplo, apenas o Atlético-PR tem números inferiores em relação ao aproveitamento de seus centroavantes na totalidade de tentos anotados ao longo do certame.

Somente 14 dos 41 gols do Flamengo neste Brasileirão vieram de seus atacantes [34.1%, segundo levantamento do site Footstats]. Com apenas o sétimo melhor ataque da Série A, o time mais valioso do país segundo o site especializado Transfermarkt não conseguiu usar o seu grande poder aquisitivo para contratar centroavantes melhores. Talvez essa seja mais uma razão que explique a temporada decepcionante dentro do que se esperava.

Próximo artigo:
São Paulo 4 x 1 Mirassol: Tricolor sai atrás, vira o placar, vê expulsão de rival e garante goleada em estreia do Paulista
Próximo artigo:
Após rumores do PSG, Barcelona tem nova reunião com De Jong
Próximo artigo:
Vanderlei à venda? Torcida do Santos compra briga para dar recado a Sampaoli
Próximo artigo:
Klopp comemora vitória apertada do Liverpool na Premier: "Estou muito feliz"
Próximo artigo:
Modric afasta saída do Real Madrid: "tenho mais um ano e meio de contrato"
Fechar