Flamengo conhece vida sem Guerrero e renovação pode complicar

Comentários()
Buda Mendes/Getty
Clube não se vê mais tão dependente do camisa 9 e custo benefício pode pesar

Antes uma certeza de renovação, a situação de Paolo Guerrerno no Flamengo começa a mudar de figura. O peruano, que está suspenso por ter sido pego no exame anti-doping enquanto atuava pela seleção peruana, soma desfalques importantes no time Rubro-Negro ao longo de toda a temporada.

A espera do resultado do julgamento da FIFA, o Flamengo estuda algumas situações, a primeira é, em caso de absolvição, cobrar uma indenização da seleção peruana, considerada pelo clube possível responsável pelo ocorrido.

Já no caso de uma punição mais rígida, o clube estuda uma rescisão de contrato amigável com o jogador. Mas independente de qualquer coisa, o atacante já não é mais tratado com unanimidade dentro do clube. Com salário alto, o camisa 9 se vê sempre questionado com relação ao seu custo benefício.

Ainda que seja uma figura de respeito, os números de Guerrero deixam a desejar. Nos momentos mais importantes do Flamengo na temporada, por exemplo, ou ele não esteve em campo ou não conseguiu fazer a diferença. Na Libertadores, fez apenas dois gols em seis jogos, e o Rubro-Negro acabou sendo eliminado na primeira fase.

Paolo Guerrero Flamengo Bahia Brasileirao Serie A 19102017
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

No Brasileirão voltou a decepcionar marcando apenas 6 gols, números bem distantes dos principais atacantes da temporada. Para se ter uma ideia, Henrique Dourado, do Fluminense, anotou 18 tentos no Brasileirão.

Na Copa do Brasil, Guerrero ficou de fora de jogos importantes contra Botafogo e o primeiro jogo da final, pois estava suspenso. Na grande decisão, no Mineirão, não conseguiu fazer a diferença.

Na Copa Sul-Americana, os momentos mais decisivos caíram no colo de Felipe Vizeu, que teve muitos problemas durante 2017 e quase não teve sequência, o menino assumiu a responsabilidade e foi fundamental nas classificações do Flamengo marcando gols decisivos nas quartas e nas semis. 

Felipe Vizeu Junior Barranquilla Flamengo Copa Sudamericana 30112017
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Em competições internacionais este ano, Guerrero soma apenas dois gols em oito jogos, enquanto Felipe Vizeu anotou 5 em seis partidas. Números que mostram melhor eficiência de um jogador de apenas 20 anos e que ficou parte da temporada como terceira opção.

Em contrapartida, para brigar pelos títulos que pretende em 2018, o Flamengo não pode contar apenas com um garoto que ainda está em evolução e precisa de um atacante mais experiente na posição e por mais que Guerrero seja um nome com essas características, além do alto salário, o fato de disputar a Copa do Mundo, caso seja absolvido, pode ser um grande problema para o Rubro-Negro. 

Aos 33 anos, Guerrero não é mais um garoto e precisa se poupar, como já vinha se poupando em alguns momentos nesta temporada, com a cabeça na Copa isso pode se agravar, algo que já foi alertado por Reinaldo Rueda, que deixou claro que precisará de mais um nome independente da saída ou permanencia do camisa 9.

Diante de todos os fatos, é possível dizer que o casamento entre Flamengo e Guerrero pode estar bem próximo do final, o em todo caso, seria muito mais vantajoso para o Flamengo do que para o atacante.

Próximo artigo:
Santos no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
Corinthians no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
Mercado: Atlético Nacional confirma venda de Felipe Aguilar para o Santos
Próximo artigo:
Mercado de transferências: Os últimos rumores de Barcelona, Real Madrid, PSG e todos os grandes clubes
Próximo artigo:
Trauco pode trocar o Flamengo pelo Sevilla, informa jornal
Fechar