Final da Copa do Mundo 2018: Croácia nunca venceu a França na história e franceses são amplamente favoritos nas apostas esportivas

Comentários
Bélgica e Inglaterra repetem confronto da fase de Grupos, mas agora na disputa pelo honroso terceiro lugar; belgas são favoritos

Banner OddsShark Comercial

Os 30 dias mais intensos para o futebol mundial estão para terminar, infelizmente. Depois de 62 jogos e muitos momentos marcantes, a Copa do Mundo da Rússia chega ao seu final com mais duas disputas totalmente abertas para você lucrar muito nas apostas esportivas.

No sábado (14 de julho), às 11h (horário de Brasília), Bélgica e Inglaterra fazem uma disputa e tanta para ver quem fica com o 3º lugar do torneio. As seleções caíram no Grupo G e já se enfrentaram nessa Copa. Na ocasião, ambos colocaram times reservas em campo e os belgas levaram a melhor por 1x0.

No domingo (15 de julho), no entanto, será a cereja do bolo com a final entre França e Croácia, às 12h. Vamos às análises!

Ivan Perisic Croácia 10072018
(Foto: Getty Images)

Domingo: 12h – (R$1,87) França x Croácia (R$4,70) – Empate (R$3,30); Palpite: vitória da Croácia

Antes do início da Copa do Mundo, cinco equipes despontavam como favoritas para o título: Alemanha, Brasil, França, Espanha e Argentina. Bom, como pudemos acompanhar alemães, espanhóis e argentinos decepcionaram bonito. A seleção brasileira acabou sendo eliminada para os belgas, uma das equipes que figuravam entre as possíveis surpresas, ao lado de Uruguai, Portugal, Inglaterra e Croácia.

O campeonato foi se afunilando e croatas e franceses chegam à final com possibilidades iguais de título, certo? Não para as cotas, que indicam R$1,87 para a França e R$4,70 para a Croácia (empate: R$3,30). Mas será que existe essa diferença toda entre os times? Particularmente, creio que não.

Tendo caído em um grupo relativamente tranquilo, a França penou para ganhar da Austrália e do Peru. Diante da Dinamarca, um 0x0 insosso. Nas oitavas de finais, no entanto, a equipe do técnico Didier Deschamps começou a subir de produção e superou a Argentina por 4x3. Sem muita dificuldade, os uruguaios foram batidos por 2x0, nas quartas. Na semifinal, França e Bélgica duelaram e, com gol do zagueiro Umtiti, os campeões de 1998 chegaram à sua terceira final em 20 anos.

Lilian Thuram França Croácia 08071998
(Foto: Getty Images)

A Croácia teve um grupo mais complicado, mas conseguiu se sair bem ao vencer todos os seus três jogos, diante de Nigéria, Argentina e Islândia, respectivamente. Porém, na fase de mata-mata o time vem escorregando bastante, e chegou à sua primeira final vencendo Dinamarca e Rússia nos pênaltis, e Inglaterra na prorrogação.

Os principais motivos para a França ser considerada franca favorita são:

  1. Elenco: são muitas opções e Deschamps tem conseguido variar seu esquema tático, se adequando àquilo que cada jogo vem pedindo.
  2. Preparo físico: os croatas disputaram três prorrogações completas na fase de mata-mata. Isso significa que eles jogaram 90 minutos a mais, ou seja, fizeram uma partida a mais.
  3. Momento: o time tem subido de produção no momento certo e parece chegar à final dentro do seu auge.
  4. Retrospecto: os países se enfrentaram quatro vezes na história (a Croácia existe oficialmente desde 1992). São três vitórias francesas e um empate. O jogo mais marcante foi há 20 anos, na semifinal da Copa realizada em território francês.
Mario Mandzukic Croácia Copa 2018
(Foto: Getty Images)

Entretanto, apesar dos pontos abordados a favor da França, meu palpite é de título para a Croácia, e me baseio em três pontos importantes, embora reconheça que se trata de uma zebra.

  1. Tática: o jogo croata pode encaixar muito com o do adversário. Apesar da enorme qualidade técnica da França, eles têm dificuldade em propor o jogo. Com o talento do meio de campo da Croácia, acredito que a tática pode casar muito bem.
  2. Coração na ponta da chuteira: Os azarões jogam a vida nesse domingo. Eles já entraram para a história, mas agora têm a oportunidade de ser tornarem verdadeiras lendas.
  3. Luka Modric: o meia do Real Madrid e capitão da Croácia joga muita bola. Ele dita o ritmo croata e comanda a equipe dentro de campo. A meu ver, será o melhor jogador pisando no gramado.

Vale lembrar que, recentemente, na final da Euro-2016, dentro de casa, a França foi superada por Portugal. Então, por que não acreditar em uma zebra?

Sábado: 11h – (R$2,20) Bélgica x Inglaterra (R$3,20) – Empate (R$3,65); Palpite: vitória da Bélgica

Particularmente, não gosto e nem confio no estilo de jogo inglês. Porém, acho que eles se utilizam de um esquema tático e uma postura que podem funcionar diante da Bélgica, que normalmente se lança mais ao ataque. Comandado pelo centroavante Harry Kane, a Inglaterra atua em um 3-5-2 meio complicado de ser entendido, mas que tem se mostrado eficiente até aqui, embora longe de ser vistoso.

England Belgien WM 28062018
(Foto: Getty Images)

Os belgas possuem muita qualidade técnica e três ou quatro jogadores com capacidade de decisão. É um time que atua muito bem no contra-ataque, mas que quando precisou ter paciência para trabalhar as jogadas acabou não se saindo bem. Contra o Brasil, o jogo ficou à feição para a Bélgica logo aos 13 minutos de jogo. Diante da França, no entanto, o time encontrou muitas dificuldades.

Acredito que os ingleses jogarão fechados, tentando explorar os espaços para colocar o veloz Sterling para correr e servir Kane. Além claro, da tão famosa bola aérea, arma que a Inglaterra domina. Entretanto, se o English Team decidir se lançar ao ataque belga, acho difícil que o favoritismo belga nas casas de apostas não se confirme. Vejo um jogo bastante estudado e disputado, mas aposto no maior talento de Hazard, DeBruyne, Lukaku e cia.

Cotas para os jogos desse final de semana da Copa do Mundo

Sábado (14 de julho)

11h – (R$2,20) Bélgica x Inglaterra (R$3,20) – Empate (R$3,65); Palpite: vitória da Bélgica 

Domingo (15 de julho)

12h – (R$1,87) França x Croácia (R$4,70) – Empate (R$3,30); Palpite: vitória da Croácia 

Próximo artigo:
Fim de invencibilidade após 15 anos e noite histórica para Sterling: todos os recordes de Espanha x Inglaterra
Próximo artigo:
Usain Bolt recebe proposta para jogar em equipe europeia
Próximo artigo:
Jornal: Chelsea e United tentarão a contratação de Bale
Próximo artigo:
Mbappé? Varane? Para Modric, Griezmann é o francês que merecia Bola de Ouro
Próximo artigo:
Espanha 2 x 3 Inglaterra: English Team massacra no primeiro tempo, cede espaços após intervalo, mas vence duelo
Fechar