Feliz no Fluminense, Dourado comemora artilharia no Brasileiro mas não descarta saída do Tricolor

Comentários()
Lucas Merçon/Fluminense FC/Divulgação
Atacante anotou 18 gols na competição e dividiu o prêmio com Jô, do Corinthians

Se o ano do Fluminense não foi nada bom, o mesmo não podemos dizer do ano de Henrique Dourado. O jogador terminou o Campeonato Brasileiro como artilheiro da competição ao lado de Jô, campeão com o Corinthians. 

O feito do atacante foi tão grande que é comprovado com a diferença de pontos das duas equipes na tabela, enquanto o campeão somou 72 pontos, o Tricolor fez apenas 47. Certeiro, o Ceifador, como gosta de ser chamado, anotou 18 dos 50 gols do time de Abel Braga na competição.

Valorizado, Dourado sabe que a qualquer momento pode chegar uma proposta para tirar o artilheiro do Brasileirão do Fluminense e apesar de estar feliz no Tricolor, o jogador não descartou uma possível saída.

Henrique Dourado e Jô
(Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação)

"Eu tenho contrato com o Fluminense até 2020, a gente sabe a situação que o clube está passando, e acredito que se chegarem propostas com certeza não só para mim mas para outros jogadores que também se destacaram cabe sentar e ver o que vai ser bom para ambas as partes, meu desejo é de ficar porque eu estou muito feliz aqui mas a gente sabe como o futebol é, as vezes prevalece uma situação, mas deixando claro que como eu tenho contrato e que o Fluminense consiga se reerguer e pensar grande."

Além da artilharia no Brasileirão, o atacante atingiu a marca de 32 gols em toda a temporada e revelou que havia traçado este objetivo desde o início do ano. 

Henrique Dourado Fluminense Atletico-MG Brasileirao Serie A 21082017
(Foto: Buda Mendes / Getty Images)

"A marca que eu tinha colocado, tinha sido 30 gols, eu primeiro queria bater a minha melhor marca que era 26, mas como eu consegui os gols e faltavam 12 partidas eu falei não vou comentar porque se acontece da bola não entrar vão falar que eu me acomodei, então foi para não trazer essa pressão ainda mais que eu estava brigando pela artilharia com o Jô. Depois que eu atingi a meta de 30 gols eu estipulei 35 só que eu não cheguei mas fica para a próxima."

Por fim, Dourado se mostrou feliz com o prêmio individual e elogiou o atacante Jô, com quem dividiu a artilharia.

Eu estou muito feliz com esse prêmio individual, sempre deixei claro que o objetivo era o coletivo, mas a partir do momento em que nós estávamos só brigando pela artilharia e pela Sul-Americana eu foquei bastante para ser o artilheiro e eu conversei já com o Jô que podia estar tentando até hoje mas era para ser os dois. Ele fez por merecer, eu também fiz, estou feliz por conseguir bater muitas marcas e espero que se repita ano que vem."

Próximo artigo:
Palmeiras 1 x 0 Botafogo-SP: Verdão tem vitória magra em sua Arena
Próximo artigo:
Lesão de Neymar deixa técnico do PSG em alerta: "estou preocupado"
Próximo artigo:
“Ausência de Messi não é desculpa”, diz Suárez após derrota
Próximo artigo:
Resende 1x1 Flamengo: Dourado rouba a cena com golaço
Próximo artigo:
Guarani 2 x 1 Corinthians: Timão leva virada do time de Osmar Loss
Fechar