Exclusivo! Rodrigo Caio elogia Osorio e Tite e diz acreditar que Brasil levará a melhor contra o México

Comentários()
Lucas Figueiredo/MoWa Press
Zagueiro do São Paulo, que esteve na lista de suplentes da Seleção, vê time canarinho preparado para lidar com o estilo de jogo do adversário

banner Copa 2018


GOAL Por Fernando H. Ahuvia 

Brasil e México se enfrentarão nesta segunda-feira (2), às 11h (de Brasília), em Samara, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, em duelo que colocará frente a frente dois grandes técnicos: Tite e Juan Carlos Osorio. E se tem um jogador que conhece bem o trabalho de ambos é o zagueiro Rodrigo Caio.

O defensor não está na Rússia já que acabou sendo preterido por Pedro Geromel, mas, ao longo das Eliminatórias e da preparação brasileira para o Mundial, foi convocado sete vezes por Tite e participou de três jogos. A convivência com Osorio, por sua vez, vem da rápida passagem do colombiano pelo São Paulo de junho até outubro de 2015, quando deixou o clube para assumir o México.

Tite e Rodrigo Caio - Brasil - 07/06/2017
(Foto: Pedro Martins / MoWA Press)

Em entrevista exclusiva à Goal Brasil, Rodrigo Caio disse acreditar que o México usará contra o Brasil a mesma tática adotada contra a Alemanha, priorizando uma marcação forte e apostando na velocidade dos contra-ataques. Apesar disso, o zagueiro acredita que o time canarinho conseguirá fazer valer o favoritismo e avançara às quartas de final.

“Acredito que será um grande jogo. E acho que o México vai atuar com a mesma proposta com que jogou com a Alemanha. Marcarão muito forte e explorarão os contra-ataques. Mas vejo a nossa seleção muito preparada para isso, com um grande time e um excelente treinador. Na minha opinião, temos tudo para dar mais um passo rumo ao hexa”, declarou.

Rodrigo Caio também elogiou o trabalho de Osorio à frente da seleção mexicana e minimizou as críticas que o treinador recebe, principalmente por ser adepto ao rodízio de titulares desde o início da sua carreira como técnico.

“O futebol tem disso né!? Na derrota não presta e na vitória é o melhor do mundo, convivemos diariamente com isso. Vi o jogo contra Alemanha aonde eles tiveram muitas chances até de ampliar o placar, mas também correram riscos por jogar contra uma grande seleção. Mas vejo um time muito bem montado, com um estilo de jogo definido e acredito que será um grande jogo contra o Brasil”, afirmou.

“Brasil é favorito, claro. Mas no futebol esse favoritismo fica fora das quatro linhas. Lá dentro de campo são 11 contra 11 e os dois times querendo vencer. Espero um grande jogo e, claro, uma grande vitória para o nosso Brasil”, acrescentou.

Rodrigo Caio PS - 1/07/2018

Ao ser questionado sobre o período de convivência com Osorio no Tricolor, Rodrigo Caio lembrou que no início não foi fácil conviver com as trocas nas escalações de uma partida para outra, mas voltou a elogiar o colombiano e disse ter evoluído com o estilo de jogo utilizado por ele no clube do Morumbi.

“Olha, no começo foi meio complicado (conviver com o rodízio). Porque todo jogador quer jogar e não ficar de fora por rodízio. Mas com o tempo o grupo foi se adaptando e entendendo o estilo dele... O professor era um cara muito ativo com os jogadores, sempre se comunicando e procurando fazer seus atletas entenderem sua forma de ver o futebol”, ressaltou.

“Eu gosto bastante desse estilo de jogo dele de atuar pressionando o adversário, com a posse de bola e uma linha defensiva bem alta. Sabemos que não é fácil, além do treinador acreditar nesses conceitos, os jogadores também precisam comprar a ideia. Acredito que evolui bastante com o estilo de jogo dele, sem dúvidas”, finalizou.

Juan Carlos Osorio Sao Paulo 23082015
(Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC/Divulgação)

Próximo artigo:
Abre o olho Barcelona! Representantes do PSG estão na Holanda para conversar com De Jong
Próximo artigo:
Real Madrid trabalhou melhor que seus concorrentes por Militão
Próximo artigo:
Love, Arana, Luan, Romero, Ramires... Duílio comenta negociações do Corinthians
Próximo artigo:
RB Brasil 1 x 1 Palmeiras: Borja abre o placar, mas Verdão cede empate ao RB Brasil em estreia de 2019
Próximo artigo:
Rhodolfo celebra gol, vitória e volta por cima no Flamengo: “Nunca deixei de trabalhar”
Fechar