Acabou? Ex-Arsenal prevê Wenger fora do clube para a próxima temporada

Última atualização
Getty Images

Em Londres, parece que todos contam as horas para o fim da era Arsène Wenger no Arsenal, após uma série de resultados negativos na temporada e a sensação de que o clube tem regredido com o passar dos anos. Paul Merson, lenda dos Gunners, parece ter se juntado a este grupo.

Na visão do ex-jogador, "não há chance" de que o francês fique para sua 23ª temporada à frente do clube londrino se o panorama atual se manter. 

"Seria uma temporada incrível se o Arsenal vencesse o Milan, e depois a Liga Europa", afirmou à Sky Sports. "Nas condições atuais, seria algo fenomenal, mas não consigo imaginar isso acontecendo."

"Acho que Wenger já teria saído se não tivesse esse jogo contra o Milan e fosse derrotado pelo Brighton (no domingo, pela Premier League), por exemplo"

Mesut Ozil Arsenal Manchester City Foto: Getty

"Vejam sua coletiva de imprensa no outro dia, parecia que ele cobrava um favor da diretoria dizendo "eu fui leal a este clube, poderia ter ido a qualquer outro lugar do mundo". Só que há muita pressão sobre ele no momento."

Merson, que venceu cinco títulos com a camisa dos Gunners entre os anos 80 e 90, também dirigiu parte das críticas à postura dos atletas no momento delicado vivido pelo time. Mas lembra que, no final das contas, trata-se de mais uma responsabilidade que Wenger não soube administrar.

"Os jogadores que ele trouxe não se saíram bem o bastante. É Arsène que está no comando, ele decide tudo de cima a baixo, esse é o problema", continuou.

Mais artigos abaixo

"Senti pena dele pelo último domingo (final da Copa da Liga contra o City), ele escalou um time que agiu como se não fosse levar a culpa pelo resultado."

"Eles sabem que Wenger irá levar toda a culpa, e isso é preocupante. Estão deixando o seu técnico exposto. Quem leva a culpa se eles perderem no domingo? Wenger, de novo."

O pressionado Arsenal, que corre muito atrás dos rivais na tabela da Premier League, encara o Brighton fora de casa no próximo domingo, dia 4.