"Eu sou alemão quando ganho e imigrante quando perco", diz Ozil

Última atualização
Comentários()
Meia comenta sobre críticas recebidas ao longo da carreira e que valoriza apenas opiniões de quem é do círculo pessoal

Em entrevista para o Sportsmail , o meia Mesut Özil reforçou que não liga para críticas de pessoas que não estejam diretamente ligadas a ele.

"Eu sei que há pessoas que gostam de mim e há quem não gosta, e isso é normal. Eu não me importo com o que as pessoas dizem sobre mim. O que me interessa é o que os indivíduos com quem me relaciono falam de mim. Se o meu técnico fala que preciso prestar atenção em algum detalhe, eu considero a opinião dele e trabalho mais nisso", revelou.

Özil ainda comentou sobre o que o motivou a se aposentar da seleção da Alemanha logo após o fim da campanha na Copa do Mundo da Rússia, na qual a equipe terminou eliminada na fase de grupos.

"Eu sou alemão quando ganho e imigrante quando eu perco, é isso", disse o jogador.

GFX Mesut Özil Alemanha 08112018

O camisa 10 do Arsenal ainda elogiou o trabalho de Unai Emery no comando dos Gunners e destacou o lado tático como norteador do time.

"Nós enfatizamos muito o lado do esquema de jogo com Unai. Estamos aprendendo com ele a cada dia e tentamos colocar tudo que fazemos no treino em prática nas partidas. Apesar de termos uma invencibilidade considerável - o Arsenal não perde há 14 jogos -, temos que focar em melhorar sempre. Isso é só o começo", concluiu o alemão.

O Arsenal entra em campo nesta quinta-feira (8) contra o Sporting, pela Liga Europa.

Próximo artigo:
Alvo do Barcelona, De Jong é "uma mistura de Xavi e Deco", diz ex-Ajax
Próximo artigo:
Treta entre Neymar e Cavani? Mbappé está tranquilo: "Não afetará o PSG"
Próximo artigo:
"Kane é o melhor atacante do mundo, um líder e acreditamos muito nele", exalta Southgate
Próximo artigo:
Flamengo no Brasileirão: maiores artilheiros e dados históricos
Próximo artigo:
Espanha é eliminada da UEFA Nations League
Fechar