Estatística não ganha jogo! Alemanha não coloca a bola na rede e dá seu maior vexame

Comentários()
Getty Images
Atuais campeões do mundo voltaram a jogar mal e acabaram ficando na lanterna do Grupo F

banner Copa 2018

O que vale no futebol é bola na rede. Essa frase tão batida, mas ao mesmo tão verdadeira é o resumo não só do jogo da Alemanha contra a Coreia do Sul, mas de todos os três duelos disputados pela seleção europeia na fase de grupos. Nesta quarta-feira (27), os atuais campeões do mundo novamente dominaram quase todas as estatísticas, mas não conseguiram o mais importante: o gol.

Ao longo dos 90 minutos do duelo disputado na Arena Kazan, foram nada menos que 28 finalizações da Alemanha, mas apenas seis na direção do gol. Quando isso aconteceu, lá estava o goleiro Jo Hyeon-Woo, eleito o cara do jogo.

Os comandados de Joachim Low também dominaram a posse bola: 74% a 26% de acordo com os dados Opta Sports. Além disso, acertou quase 90% dos 697 passes dados contra um acerto de 70,4% da seleção sul-coreana.

Apesar de todo esse domínio, foi a Coreia do Sul que conseguiu se aproveitar do desespero alemão para marcar duas vezes, com Kim Youn-Gwon e Son.

Ninguém errou de indicar a Alemanha como uma das grandes favoritas ao título antes do início do Mundial, mas nos três jogos o que se viu foram muitas falhas cometidas pelos atuais campeões do torneio.

Perderam na estreia para o México, ganharam no sufoco da Suécia e foram derrotados pela Coreia do Sul. Em cada jogo, Joachim Löw procurou novas alternativas, fez alterações, mas em nenhum momento a seleção encantou.

 Teve a bola por mais tempo, acertou mais passes, mas não conseguiu fazer o gol. E sem bola na rede não tem jeito. A Alemanha volta para casa sendo eliminada pela primeira vez na sua história na fase de grupos Copa do Mundo. Sem dúvidas, o maior vexame da seleção tetracampeã do mundo na história.

Germany South Korea Mario Gomez Jonas Hector Leon Goretzka WC 2018
(Foto: Getty Images)

Fechar