Espanha, Brasil, Portugal, Turquia, EUA... Qual será o futuro de Ganso, que tenta rescindir com o Sevilla

Comentários()
CRISTINA QUICLER/AFP/Getty
Empresário do jogador está na Andaluzia para negociar a saída do meia. Brasileiro está fora dos planos do técnico Montella

Ainda sem jogar em 2018 e fora dos planos do técnico Montella, o meia Paulo Henrique Ganso pediu a rescisão de seu contrato com o Sevilla que vai até junho de 2021. O corte na lista da equipe para a Champions League foi a gota d’água para que o jogador solicitasse a presença do seu empresário Giuseppe Dioguardi para negociar a saída.

O Sevilla estuda a situação com cuidado já que desembolsou em 2016 a quantia de €9,5 milhões de euros (R$ 34,4 milhões) para tirá-lo do São Paulo.

Na temporada 2017/18, Ganso participou de apenas 11 jogos e marcou quatro gols, sendo um deles diante do Maribor pela Champions. O meia, contudo, não atua desde a derrota para a Real Sociedad, em 20 de dezembro.

Ganso Sevilla Granada LaLiga
(Foto: Getty Images)

Diversos clubes de vários países estariam atentos à situação e demonstraram interesse em contar com o jogador. O desejo de Ganso seria seguir no futebol espanhol, mas outras equipes do Velho Continente estão atrás do meia: Fenerbahce, da Turquia, e Sporting, de Portugal.

No Brasil, uma série de clubes estariam interessados no meia como informa o diário espanhol “Estadio Deportivo”: Flamengo, Corinthians, Palmeiras, Cruzeiro, Atlético-MG, Santos e São Paulo. Pelos dois últimos, Ganso já atuou. Ele foi revelado pelo Peixe em 2009 e estava no Tricolor até sair para o Sevilla.

Uma possível transferência para um time dos Estados Unidos e até do mundo árabe ou asiático não está descartado também.

Fechar