Espanha acertou ao contratar Luis Enrique exatamente pela transição feita no ‘tiki-taka’ do Barcelona

Comentários()
Getty Images
Entre 2014 e 2017, o novo treinador da seleção espanhola inseriu novos elementos no estilo de jogo famoso no Campo Nou... e fez história

Não era algo tão inesperado, pelo que já vinha acontecendo em gramados de todo o mundo, mas a Copa de 2018 marca um período de maior sucesso do futebol reativo sobre o que foca na posse de bola.

Claro que o futebol de toque não acabou ou está fadado ao fim. Apenas vê a sua contrapartida, o jogo mais defensivo e com transições rápidas, em um momento melhor. Este debate tem sido mais forte na Espanha, especialmente pela forma como a equipe nacional foi eliminada nas oitavas de final para a Rússia.

A superioridade da equipe espanhola na posse de bola, contra os anfitriões, foi tão surpreendente quanto a impossibilidade de o time finalizar bem os lances de ataque. Não bastaram os 78.9% de tempo com a esfera ou nem mesmo o recorde de 1115 toques: a inoperância levou a vaga para os pênaltis, onde os russos levaram a melhor.

Não foi culpa do ‘tiki-taka’, embora o estilo de jogo com toques excessivos tenha sido criticado por torcedores espanhóis e fãs em todo o planeta. O pedido por mudança vem também na esteira da passagem de bastão: a geração multicampeã, protagonizada em nomes como Sergio Ramos e Iniesta, viu seus últimos momentos e a renovação já está em curso.

Isco Gerard Pique Spain 2018Espanha vive momento de transição em seus jogadores (Foto: Getty Images)

Esta renovação estará sob a responsabilidade de Luis Enrique, apontado como novo treinador da ‘Roja’. E foi justamente o seu período vitorioso como técnico do Barcelona, entre 2014 e 2017, que demonstra o quão acertada foi a decisão pelo asturiano. Porque foi exatamente sob o seu comando que o clube catalão começou a mudar seu estilo de jogo.

Luis Enrique herdou um Barcelona que ainda era a imagem de Pep Guardiola, e vinha de anos turbulentos após as passagens de Tito Vilanova (que deixou o comando para lutar contra um câncer que se mostrou fatal) e Tata Martino. Dentro do Camp Nou, onde viveu alguns de seus melhores momentos como jogador, o antigo atacante aliou o futebol de passes a uma estratégia direta – que sabia atrair os adversários para o ataque, antes de emplacar o contragolpe muitas vezes fatal.

2018-04-21 2015 Luis Enrique MessiLuis Enrique e Messi comemoram título da Champions em 2015 (Foto: Getty Images)

A sua principal campanha foi a 2014-15, quando viu a consagração máxima do Trio MSN (Messi, Suárez e Neymar) nas conquistas de Copa do Rei, liga espanhola e Champions League. Um título no qual o seu Barcelona só não teve posse de bola maior ao Bayern de Guardiola (61% contra 64.2%): manteve a sua característica, mas inseriu elementos novos, de um futebol mais direto, que podem fazer bem também neste seu novo desafio.

Fechar