Eliminação da Espanha não é culpa do ‘tiki-taka’, por mais chato que você possa achar

Comentários()
Getty Images
Demissão de treinador dias antes do Mundial, sistema defensivo irreconhecível e desatenção para finalizar as jogadas marcam a derrocada da ‘Roja’

banner Copa 2018

Header Tauan Ambrosio

Você pode detestar o estilo de jogo aplicado pela seleção espanhola, mas não foi ela a grande culpada pela eliminação da ‘Roja’ para a Rússia, nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018 - um resultado que acrescenta mais um capítulo no péssimo histórico espanhol contra os países anfitriões nos grandes torneios.

Na verdade, ainda que possa parecer absurdo, talvez este estilo de jogo tenha sido exatamente o que evitou uma vergonha ainda maior.

Porque nenhuma seleção que perde o seu treinador dias antes do início de um Mundial fica imune às consequências. Ainda mais na Copa 'mais tática' da história. Na Espanha, a crise foi abafada pela união dos jogadores e uma identidade solidificada em uma década nos gramados. Ou seja: sem comando e sem tranquilidade, a única coisa que ajudava os atletas era exatamente ter uma base a seguir.

E foi justamente o bom entendimento destes jogadores com o futebol de passes, parte do DNA espanhol desde a conquista da Euro 2008, que evitou resultados trágicos ainda na fase de grupos. Porque se a defesa espanhola foi o ponto de maior fragilidade nesta Copa do Mundo, enquanto a bola estivesse sob o próprio domínio a equipe ficaria mais segura.

Sergio Ramos Spain Russia World Cup 2018Sergio Ramos bateu recorde de passes em um jogo de Copa do Mundo: 184 (Foto: Getty Images)
Gerard Pique España Rusia Spain Russia 01072018Péssimo mundial de Piqué... e toda a defesa espanhola (Foto: Getty Images)

Afinal de contas, quando não a tinham em seus pés o gol sofrido era quase uma certeza: em sete finalizações na direção de De Gea, foram seis gols adversários.

No futebol, além de poder gerar espaço e abrir defesas, o passe também é parte importante na transição das jogadas. Não foram os 1114 distribuídos contra os russos – um recorde em Copas do Mundo, segundo a Opta Sports – os responsáveis pela eliminação. A incapacidade para definir os lances, desatenções tanto na hora de finalizar quanto de defender, sim.

Isso não torna o futebol ‘tiki-taka’ espanhol menos chato para quem não gosta, afinal de contas é uma questão de preferência. Mas são muitos os elementos que vêm antes na lista de motivos que levaram a Espanha a sofrer mais uma eliminação em Mundiais.

Próximo artigo:
Valverde sobre suposta irregularidade de Chumi na Copa do Rei: "Barça não fez nada de errado"
Próximo artigo:
Filipe Luis atrasa recuperação e segue fora do Atlético de Madrid
Próximo artigo:
Flamengo x Bangu: Horário, local, onde assistir e prováveis escalações
Próximo artigo:
Ibrahimovic, Dani Alves e os jogadores com mais títulos na história
Próximo artigo:
São Paulo 4 x 1 Mirassol: Tricolor sai atrás, vira o placar, vê expulsão de rival e garante goleada em estreia do Paulista
Fechar