Tite testa novatos na Seleção após Copa e Arthur e Richarlison terminam o ano em alta. Confira quem mais aproveitou as oportunidades em 2018

Comentários()
Pedro Martins/Mowa Press
Treinador usou os seis jogos deste novo ciclo para iniciar a configuração da equipe: veja a análise

Depois da Copa do Mundo, a comissão técnica da Seleção Brasileira deixou claro que tinha um principal objetivo: montar o elenco que vai disputar a Copa América, que acontece em junho de 2019, no Brasil. De olho na competição e, claro, no Mundial do Catar, em 2022, Tite iniciou um projeto de renovação gradativa da equipe. 

Depois de seis jogos Brasil Global Tour, a Seleção dá uma pausa e volta em março, onde o elenco deve ser ao menos 90% do que vimos nessas partidas. O treinador buscou "oportunizar", como gosta de dizer, sem abrir mão de uma estrutura definida. 

APROVEITARAM AS CHANCES

No início do novo ciclo, dois jovens atletas aproveitaram bem as chances, Arthur e Richarlison. A dupla esteve presente em todas as três convocações entrando em campo ou pegando vaga entre os títulares. O volante, por exemplo, emplacou dois clássicos sul-americanos em sequência. 

Arthur Brasil Argentina Amistoso Superclássico das Américas 16102018
(Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação)

Arthur foi titular contra Argentina e Uruguai, mostrando a confiança do treinador em seu trabalho. No entanto, Tite deixou claro que ainda busca o posicionamento ideal para o jogador do Barcelona na Seleção. Esta com a vaga na Copa América bem perto de ser confirmada.

Richarlison também conquistou o treinador, a versatilidade, que o permite atuar pelo lado esquerdo, direito ou como centroavante é um fator de destaque, entre os jogadores convocados na posição, ele é quem mais oferece este leque de opções.

Richarlison, Brazil
(Foto: Getty Images)

Vertical, também acelera o jogo, principalmente no ataque, além disso, demonstrou faro de gol anotando três em seis jogos. O carisma e a facilidade para lidar com o vestiário também fazem com que o atacante esteja bem próximo da vaga. 

TIME BASE

Ao passo de dar oportunidades, Tite sempre deixou claro que precisa ter uma base definida para potencializar o desempenho de quem está chegando. Ao longo desses seis jogos, o treinador deixou bem claro quem são seu titulares absolutos. Alisson, Marquinhos, Casemiro, Coutinho e Neymar, todos numa faixa etária interessante principalmente de olho na Copa do Mundo do Catar, foram escolhidos pelo treinador para liderar este novo momento na Canarinho. 

Marquinhos Neymar Coutinho Brazil El Salvador Friendly 11092018
(Foto: Getty Images)

Apenas Alisson, que tem um concorrente de peso como Éderson, pode correr um pouco mais de perigo, no entanto, longe de ser algo que possa tirar o sono do goleiro que deve mesmo ser o dono do gol brasileiro na Copa América. 

BEM COTADO

Apesar de ter aparecido apenas em uma convocação por conta do calendário brasileiro, Lucas Paquetá vive na boca do treinador. Em quase todas as coletivas, Tite lamentou o fato de não poder convocar o jogador do Flamengo e chegou a dizer que, ao lado de Coutinho, é quem mais sente falta na Seleção. 

Lucas Paqueta Flamengo Corinthians Brasileirao Serie A 03062018
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Na esperança de tê-lo como arma de criação no meio-campo, Tite deve abrir espaço para Lucas Paqueté em março, que pode ainda sonhar com uma vaga na Copa América. Vale ressaltar que, em janeiro, o atleta vai para o Milan, que estará no meio da temporada. 

Mais artigos abaixo

PROBLEMA NA LATERAL-DIREITA

Se do lado esquerdo, Tite confirmou que de forma natural Alex Sandro deve ser titular da equipe nos próximos anos, por conta da idade e, claro, desempenho em alto nível, na direita a vaga está em aberto. O treinador fez alguns testes chamando Fabinho, que vem atuando como volante e Eder Militão, que pode jogar tanto na lateral quanto na zaga. 

Danilo, que esteve na Copa do Mundo, também foi acionado pelo treinador que ainda não encontrou um nome para a posição. A disputa deve ficar entre os três, mas o setor segue completamente em aberto.

Fechar