"Ele usava blusas de vovô" - Conheça André-Frank Zambo Anguissa, Rising Star da Ligue 1

Getty
O meio-campista desabrochou no Olympique de Marselha e está na mira de gigantes da Europa

O Olympique de Marselha vai para a final da Liga Europa nesta quarta-feira contra o Atlético de Madrid como azarão, mas para o meio-campista André-Frank Zambo Anguissa superar dúvidas virou o normal.

Há menos de três anos ele deixou o Reims, onde existia a dúvida sobre sua capacidade de atuar taticamente a nível profissional. 

Se o clube de Champagne passou por rebaixamentos e promoções, neste mesmo tempo o jogador de 22 anos manteve uma carreira ascendente. 

Uma transferência para o Valenciennes poderia tê-lo levado para a segunda divisão francesa, mas o Olympique fez a aposta no jogador que já estava monitornado, principalmente por conta de sua força física.

Andre-Frank Zambo Anguissa

"Trabalho como treinador há oito anos e ele tem um dos perfis atléticos mais impressionantes que já vi", afirmou o técnico David Les Frapper, em 2015. "Sua força é incrível. E ele tem uma margem de progresso fenomenal, só precisa aprender mais. Ele procurou a comissão técnica e pediu um vídeo que pudesse ajudá-lo a evoluir, ver como se organizar melhor em campo."

Um jogador introvertido, ele precisava da confiança que nunca teve no Reims. Le Frapper recordou da conexão imediata que teve com o atleta pouco antes de sua ida ao Olympique.

"Ele usava umas roupas que nem meu avô usaria", brincou "Mas é um grande garoto."

Even Jean-Philippe Durand, o olheiro que o descobriu, avisou para o Olympique: "tem esse menino, não sei se já está pronto, mas não podemos perdê-lo".

Depois de alguns meses, Zambo Anguissa era parte da equipe principal.

O meio-campista teve logo de cara um desafio grande em um dos clubes de camisa mais pesada da França. Precisou participar de uma partida de Liga Europa contra o Groningen e contribuiu com uma assistência na vitória por 3 a 0.

Alternou entre ser titular e reserva depois disso, mas na atual temporada já chegou a 54 partidas de 60 possíveis. Só o brasileiro Luiz Gustavo jogou mais vezes.Andre Zambo Anguissa

"Frank é um dos jogadores que mais vi progredir desde que cheguei", disse Dimitri Payet, que retornou ao clube há cerca de um ano.

A base de seu futebol é sua força, mas a habilidade vem evoluindo com seu amadurecimento. Como um meio-campista completo, ele sabe que precisa de mais técnica em seu jogo. E ainda falta fazer seu primeiro gol, algo que incomoda o técnico Rudi Garcia.

"Ele sempre está atrás de mim, me incentivando a trabalhar melhor com a bola e finalizar, repetindo jogadas", disse o jogador depois de fazer um gol na Copa das Confederações contra a Austrália, no último mês de junho, seu primeiro tento como profissional.

“Garcia viu o jogo e o gol. Está me incentivando a fazer mais!”

A cobrança do treinador, entretanto, é algo que lhe agrada. "É bom ter alguém que acredita em você", afirmou. 

Se ele puder ajudar o Olympique de Marselha a vencer a Liga Europa, haverá poucos que duvidarão dele.

Próximo artigo:
Cruzeiro se encontra com representantes de Dodô e fica mais próximo de anunciar ex-lateral do Santos com reforço
Próximo artigo:
Sevilla encara o seu maior pesadelo: Lionel Messi
Próximo artigo:
Real Madrid estuda ceder James Rodriguez ao Tottenham para ter abatimento no custo de Eriksen
Próximo artigo:
Avião que levava jogador argentino ao seu novo clube desaparece na Europa
Próximo artigo:
Cristiano Ronaldo retorna à Madrid e ratifica acordo judicial por fraude fiscal
Fechar