Egito dispensa treinador após fracasso na Copa do Mundo

Hector Cuper
Getty Images
Hector Cuper deixa a seleção africana após não conseguir a vaga às oitavas de final do Mundial

banner Copa 2018

Hector Cuper deixou o comando da seleção do Egito depois da campanha decepcionante na Copa do Mundo. Os Faraós tinham esperança em ir além da fase de grupos baseados na força da estrela Mohamed Salah, mas perderam as três partidas que disputaram, contra Uruguai, Rússia e Arábia Saudita.

Mais artigos abaixo

O contrato do argentino de 62 anos ia até o final do Mundial e havia a possibilidade de renovação, que foi negada pela Associação Egípcia de Futebol. O treinador chegou a se encontrar com dirigentes, mas a entidade confirmou sua saída por meio de comunicado.

"Realizamos uma reunião depois da volta da Rússia e a diretoria decidiu por agradecer a Cuper e sua comissão técnica pelo trabalho e por levar o Egito à Copa do Mundo depois de 28 anos de ausência", disse Associação Egípcia de Futebol.

Cuper assumiu o Egito em 2015 e ficou com o vice da Copa Africana de Nações de 2017 antes de conseguir a vaga à Copa da Rússia.

Fechar