Notícias Placares ao vivo
Paris Saint Germain

É fazer ou morrer pelo Projeto Neymar! PSG tenta evitar humilhação na Champions League diante do Liverpool

09:00 BRST 28/11/2018
Neymar PSG Paris Saint-Germain 2018-19
Clube francês recebe o Liverpool no Parque dos Príncipes e, se perder, pode ser eliminado na fase de grupos

Não seria exagero dizer que o jogo do Paris Saint-Germain desta quarta-feira (27), em casa, contra o Liverpool é o maior da história do clube. Uma vitória deixará a equipe muito próxima da classificação, mas, por outro lado, uma derrota poderá levar a uma eliminação precoce ainda na fase de grupos da Champions League.

Mesmo com uma eliminação que seria tratada como humilhante, o presidente Nasser Al Khelaifi provavelmente estará seguro, assim como o técnico Thomas Tuchel, cujo excelente trabalho na Ligue 1 deve o garantir como intocável. No entanto, o diretor esportivo Antero Henrique estaria entre as baixas.

Sua saída, contudo, seria insignificante ao lado de Neymar, cuja posição como uma das maiores estrelas do mundo se tornaria insustentável no coração de um projeto fracassado em que ele era o centro da equipe

Neymar sempre esteve ligado ao grande objetivo do PSG de se tornar não só um grande vencedor na França, mas em toda a Europa. Para isso, é preciso vencer a Champions League e foi por isso que o clube desembolsou a milionária quantia de 222 milhões de euros para tirá-lo do Barcelona.

Pouco depois, Kylian Mbappe veio de Mônaco com o objetivo de tornar a equipe ainda mais forte. Esperava-se que Neymar causasse um impacto imediato capaz de levar o PSG ao título d Champions e, de quebra,, o jogador a ganhar a Bola de Ouro.

Mas a ambição e a realidade são duas coisas muito diferentes, e assim como nas últimas temporadas, o PSG não conseguiu chegar ao sonhado título na temporada 2017/18.


(Foto: Getty Images)

É verdade que na queda para o futuro campeão Real Madrid nas oitavas de final, Neymar não estava em campo por estar lesionado, mas o peso da eliminação aliada a derrota para a Bélgica nas quartas de final da Copa do Mundo acabaram com qualquer chance de o jogador levar a Bola de Ouro.

Clarence Seedorf, quatro vezes campeão da Champions League, lamentou a saída do atacante do Barcelona. Para ele, lá Neymar continuaria crescendo ao lado dos melhores e chegaria a ser o melhor do mundo

"Acho que Neymar precisa jogar com jogadores melhores do que ele. Não tecnicamente, mas que já tenham feito coisas importantes, ganhado coisas, que possam falar coisas para ele, e ele respeitar", disse em entrevista ao Globoesporte.com

"Ele ainda é jovem, não está há tanto tempo na Europa. Seu talento é indiscutível, ele já é considerado um dos melhores do mundo. Está claro que precisa de um time que o ajude a crescer e possa tirar seu melhor. Não vai fazer isso sozinho. Foi um pecado ele deixar o Barcelona tão rápido. Mais dois anos e seria diferente, mas seu caminho agora é o PSG. Ninguém joga sozinho hoje", completou.


(Foto: Getty Images)

Fato é que Neymar não está mais no Camp Nou e sim no Parc des Princes, onde há um histórico de fracasso quando se fala em Champions League. Com uma vitória, dois empates e uma derrota no Grupo C, os comandados de Tuchel estão agora ameaçados de eliminação ainda na fase de grupos. Fato humilhante e que nunca aconteceu desde que o grupo Qatar Sports Investment adquiriu 70% das ações da equipe.

Outra derrota para o Liverpool, que venceu por 3 a 2 no Anfield, provavelmente levará o PSG a disputa da Liga Europa. Mas as consequências a longo prazo seriam maiores. Poderiam abreviar o tempo de Neymar no PSG. 

Segundo a Goal conseguiu apurar, o Barcelona está traçando um plano para trazer de volta o jogador revelado pelo Santos. Uma saída precoce da Champions League é algo que pode facilitar e muito que isso aconteça.


(Foto: Getty Images)

Uma eliminação deverá fazer com que não só o Barcelona, mas vários outros clubes tentem contratar Neymar. Ou seja, sem a Champions será muito mais díficil manter o craque no clube.

Mais que isso, uma possível saída de Neymar, por mais que Mbappe permaneça no clube, traria a mensagem para os outros de que o PSG não está mais entre os clubes de elite da Europa. 

Depois de anos de investimento, uma eliminação tão precoce seria um baque gigante e uma situação incompatível com a esperada por torcedores e dirigentes do PSG, que, nos últimos anos, tenta se colocar entre os gigantes da Europa, mas soma fracassos.

Nesta quarta, o PSG precisará se superar e atuar em seu nível máximo contra um adversário bastante duro para que um novo fracasso não tenha consequências mais sérias do que o previsto.