Dribles, recorde, gol e pé calibrado: Paquetá foi o grande destaque na estreia do Flamengo

Comentários()
Staff Images/Flamengo
O jovem meia-atacante foi quem mais driblou e, ao mesmo tempo, o que mais participou de divididas contra o Vitória

Header Tauan Ambrosio

O Flamengo estreou no Brasileirão 2018 com empate em 2 a 2 contra o Vitória, em partida realizada no Barradão.

Um jogo que ficou marcado pelos graves erros do árbitro Wagner Reway, que deu pênalti inexistente de Everton Ribeiro [a bola bateu no rosto do meia, e não em suas mãos] e ainda o expulsou. Do outro lado, no segundo gol do Fla Willian Arão estava impedido ao dar a assistência para Réver.

Polêmicas de arbitragem à parte, o grande destaque do Rubro-Negro carioca na partida foi o meia Lucas Paquetá. Além de ter feito o gol mais rápido do clube em Brasileirões, o jovem de 20 anos foi o mais efetivo nas suas participações ofensivas.

Dentre os cinco chutes a gol dados pelo Flamengo, dois foram de Paquetá e um terminou no fundo das redes [aproveitamento idêntico ao do zagueiro Réver]. Além de ter mostrado estar com a chuteira afiada, o camisa 11 ainda criou uma oportunidade, foi quem mais buscou o drible [foram 4] e mostrou vigor nas disputas de bola: foi quem mais participou de divididas: 22 vezes.

GFX Paqueta Flamengo Vitoria Brasileirao

Talvez por ter a ciência de que poderia ajudar mais o time em um jogo complicado, estreia no Brasileirão, Paquetá tenha deixado o gramado um tanto quanto contrariado ao ser substituído no início do segundo tempo. Com ele em campo, a história poderia ter sido diferente.


RÉVER: O ZAGUEIRO ARTILHEIRO


Réver, mais uma vez demonstrou aproveitamento incrível... no ataque! Com sete gols de cabeça dentre os 10 anotados desde que chegou ao Flamengo, o zagueirão finalizou duas vezes a gol e estufou as redes para garantir um ponto importante. No Brasileirão de 2017, o capitão fez três gols de cabeça - nenhum outro defensor anotou mais gols pelo alto.

Fechar