Destaque do Grêmio, Everton não esconde desejo de jogar na Europa

Comentários()
Eleito um dos melhores atacantes do prêmio Bola de Prata, atacante também criticou Conmebol por polêmicas da Libertadores

Eleito um dos melhores atacantes da temporada pelo tradicional prêmio Bola de Prata por conta das suas atuações pelo Grêmio, que o levaram, inclusive, a ser convocado por Tite para a Seleção Brasileira, o atacante Everton não escondeu o desejo de jogar na Europa. Com sondagens de Manchester United e City, o jogador é um dos mais cotados para deixar o time gaúcho em 2019.

“A gente tem desejo de jogar na Europa, de jogar em alto nível, é um sonho desde criança e espero que possa se realizar. Mas não sei se vai ser agora, se vai ser no meio do ano. Vamos sair de férias, aproveitar a família e na volta a gente decide”, afirmou.

“Tive um ano maravilhoso e agradeço, claro, a Deus, mas também aos meus companheiros e o professor Renato Gaúcho, porque sem eles nada do que aconteceu comigo seria possível. A gente teve um ótimo primeiro semestre, conquistamos dois títulos, mas no segundo turno encontramos muitas dificuldades, fomos eliminados das competições”, completou.

Everton Grêmio Internacional 18 03 2018
(Foto: Lucas Uebel/ Grêmio / Divulgação)

Campeão em 2017 da Libertadores, Everton também fez duras críticas a Conmebol pelo o que aconteceu na atual edição do torneio continental.

“A culpada disso tudo que está acontecendo é apenas a Conmebol, que prioriza os times argentinos. Exemplo disso foi o que aconteceu com o Grêmio. Ficamos chateados pela eliminação, pela forma como aconteceu, mas agora não adianta lamentar também. É bola para frente, porque ano que vem temos mais objetivos para serem conquistados”, finalizou.

Fechar