Desejo antigo, Eric García nunca esteve tão próximo de reforçar o Barcelona

Comentários()
barcelona eric garcia
Getty
O clube blaugrana quer a contratação do zagueiro nesta janela, apesar de fontes admitirem que "é muito difícil o negócio sair"

É possível que Eric García chegue no Barcelona durante esse mês de janeiro. A Goal confirmou que ambas as partes já se acertaram, após a saída de Carles Aleñá e a reestruturação salarial nos contratos do clube catalão, aproximadamente a um mês, dando espaço na folha dos Blaugranas para que o zagueiro possa chegar sem ultrapassar o teto estabelecido.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Assim, o Barcelona pretende tentar a contratação de Eric já nesta janela, como era sua intenção desde a temporada passada, quando o time não conseguiu convencer o Manchester City de parcelar o pagamento do defensor, após o agravamento da crise financeira no orçamento dos catalães devido a Covid-19. Nem mesmo a grave lesão de Ansu Fati modificou os planos da equipe no mercado: o objetivo primário sempre foi o retorno do zagueiro.

A decisão do clube de ir com tudo pra cima da ex-promessa ficou ainda mais urgente após a lesão de Gerard Piqué, que não poderá voltar aos gramados até março. Com esse panorama, o Barcelona está convencido de que a melhor opção é comprar o jogador, no caso do Manchester City querer o negociar antes do fim do contrato.

Revelado em La Masia, o jovem acertou com o clube inglês quando tinha apenas 16 anos, depois de passar nove temporadas na base dos culés, mas sempre teve o sonho de atuar pelos profissionais da equipe catalã. Na última janela de transferências, ficou muito perto de assinar com o Barça, mas viu o City recusar a proposta feita pelo atual terceiro colocado da La Liga em represália à sua decisão de não renovar o vínculo.

García, consenso entre os candidatos a presidência

laporta freixa rousaud font

Nem mesmo um possível atraso na data das eleições - previstas para 24 de janeiro caso o governo da Catalunha permita sua realização - afetaria a possível contratação. O presidente em exercício do clube, Carles Tusquets, consultou os quatro candidatos a presidência, Joan Laporta, Victor Font, Toni Freixa e Emili Rousaud, e todos concordaram com a chegada do defensor, como revelou o jornal Mundo Deportivo.

Portanto, a chegada de Eric García ao Barcelona depende apenas que o Manchester City aceite os cinco milhões de euros que o clube catalão oferecerá nos próximos dias. Os ingleses não veem com maus olhos sua saída, dado o crescimento de Rúben Dias e Nathan Aké, recém-contratados, bem como a recuperação de John Stones e Aymeric Laporte, que sofreram com problemas em 2019-20 - principalmente para se manter saudável, no caso do francês.

Fontes internas do Barcelona admitem para a Goal que a contratação de Eric ainda neste mês de janeiro será, realmente, "muito díficil", mas não impossível. Elas contam que a única dificuldade neste momento é a postura do City, mas veem o clube inglês cada vez mais aberto ao negócio, tanto pela pouca utilização do jogador, quanto pela sua situação contratual, já que seu vínculo se encerra no próximo 30 de junho de 2021.

Assim, o City pode se ver forçado a aceitar essa última proposta, sabendo que se recusar, pode perder o jogador de graça no final da temporada. Uma possível exigência dos ingleses pode ser a inclusão de algumas variáveis na negociação. Tanto Eric, quanto o Barcelona, mal conseguem esperar a hora do tão sonhado reencontro.

Fechar