Derrota para Chapecoense indica que elenco do Palmeiras é superestimado

Comentários()
Alexandre Schneider/Getty Images
Reservas tiveram péssimas atuações e desperdiçaram chance de criar dúvidas para Cuca

Antes de o Campeonato Brasileiro começar, o Palmeiras foi muito elogiado por ter um elenco forte, às vezes chamado de melhor do país. Porém, quando joga com time reserva, o time costuma decepcionar. E foi o que aconteceu neste sábado (20), em que o Verdão fez uma péssima partida contra a Chapecoense e perdeu por 1 a 0.

A grande maioria dos jogadores reservas do Palmeiras não aproveitou a oportunidade de mostrar trabalho ao técnico Cuca e assim sonhar com uma vaga no time titular. O time teve uma atuação apática, com pouca criatividade e muitos erros técnicos. 

Veja estatísticas do Palmeiras contra a Chapecoense:

Apenas dois titulares começaram a partida, Tchê Tchê e Willian. Todos outros costumam ser reservas e jogar pouco, inclusive os que entraram durante o 2º tempo. 

A defesa foi um dos menores problemas. Bastante exigida, ela falhou pouco e não teve culpa no contra-ataque que resultou no gol da Chapecoense. A dupla promissora Antônio Carlos e Juninho foi segura. Os laterais Fabiano e Michel Bastos não brilharam na frente, mas fizeram o básico atrás.

Os piores problemas surgiram do meio para frente. Thiago Santos mostrou sua conhecida limitação na saída de bola, o que pode atrapalhar o time se ele for escolhido para substituir Felipe Melo na Copa Libertadores. Já Raphael Veiga teve uma atuação muito apagada e foi substituído no 2º tempo. Hyoran teve pouco tempo para jogar e até teve momentos em que foi melhor que Veiga.

No ataque Keno e Róger Guedes tiveram atuações muito abaixo do que podem. Em outras oportunidades que tiveram no time titular, sob comando de Eduardo Baptista, eles já jogaram muito melhor. Mas criaram muito perigo contra a Chapecoense neste sábado.

Depois dessa péssima atuação, é provável que Cuca não tenha mais confiança em escalar um time completamente reserva. Como o Palmeiras tem outras duas competições para disputar (Libertadores e Copa do Brasil), pode ser que o técnico queira poupar titulares em outras oportunidades. Mas o ideal será colocar um time misto em campo, pois o elenco do Verdão não parece ser tudo que falaram antes da bola rolar no Brasileirão.

Fechar