Notícias Placares ao vivo
PSV Eindhoven

De Romário e Ronaldo a Depay: por dentro da categoria de base do PSV

13:50 BRT 02/07/2019
Memphis Depay PSV Man Utd Lyon
Clube holandês entendeu a mudança de mercado e agora privilegia os garotos da base às grandes estrelas

O PSV Eindhoven é um caso de um clube que vem se reinventando com os anos. O time holandês já viveu momentos de glória e expressão internacional e conseguia comprar jogadores como Romário e Ronaldo, em 1988 e 1994, respectivamente. Porém, os diretores do clube perceberam as mudanças no mercado e decidiram que seria melhor mudar a estratégia da instituição diante da montagem de elenco.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste do serviço por um mês grátis!

O mundo do futebol mudou muito a partir dos anos 1990. Com a entrada cada vez mais de dinheiro e os investimentos cada vez mais pesado no esporte mais popular do mundo, a inflação nos valores dos atletas ficou clara e evidente.

Por isso, a diretoria do PSV percebeu que as equipes holandesas começaram a perder espaço no mercado diante da demanda financeira de ligas como a inglesa e a espanhola. Por isso, ao invés de contratar grandes estrelas a preços acessíveis - realidade naquela época - o PSV começa a se voltar com mais carinho para suas categorias de base. Mudou o planejamento de longo prazo.

As mudanças na filosofia começaram a ser implantadas entre 2007 e 2010. O maior fruto que o clube colheu dessa nova metodologia de trabalho foi a venda recorde de Memphis Depay para o Manchester United por 34 milhões de euros. Até hoje essa cifra configura a maior venda da história do clube.

Há novos prospectos que começam a aparecer no horizonte do PSV. Nomes como Jorrit Hendrix, Steven Bergwijn, Mohammed Ihattaren, Michal Sadilek e Cody Gakpo vêm ganhando protagonismo no clube e logo podem ser negociados para outras maiores equipes com mais expressão internacional.