Notícias Placares ao vivo
Espanha

Dani Olmo: quem é o lateral revelado pelo Barcelona convocado pela Espanha?

18:06 BRST 08/11/2019
Dani Olmo Spain U21 30062019
Olmo é considerado o melhor jogador da Liga Croata com seis gols e seis assistências ao longo dos 16 jogos.

Dani Olmo é uma das grandes novidades na lista de convocados para os amistosos da Espanha contra Malta e Roménia, último jogos da fase classificatória para a Eurocopa 2020. Técnico da equipe, Robert Moreno parece ter gostado das atuações de Olmo no Dinamo Zagreb, da Croácia.

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

Nesse caso, vale a pena perguntar quem é Dani Olmo, o ex-lateral do Barcelona convocado para defender as cores da Espanha?

Na temporada de 2014, um talentoso adolescente de 16 anos chamado Dani Olmo deixava as categorias de base de um grande clube, o Barcelona para tentar carreira em outro país, a Croácia. Na época, o jogador avaliou as opções do Barça e deduziu que seria impossível seguir no elenco espanhol.

Olmo não era considerado o líder da geração e no Barcelona passava mais tempo jogando futebol nas categorias de base e no time B. Neste cenário, Olmo percebeu que o desenvolvimento no Barça seria difícil. 

Do ponto de vista de Olmo, com Lionel Messi, Neymar, Andrés Iniesta e outras grandes estrelas na equipe do Barcelona, ​​seria impossível para conseguir um lugar no time titular. Então Olmo tomou a calculada e correta decisão: continuar o progresso em outro lugar.

Enquanto Cesc Fábregas, Gerard Piqué e Héctor Bellerin deixaram o Barça para seguir carreira na Inglaterra , Olmo optou por algo bem diferente, mas completamente lógico, se mudar para a Croácia. E, os anos acabaram dando a ele a recompensa: a estreia com a Espanha.

No Dínamo, Olmo atuou sem falar croata ou inglês, mas não demorou muito para estrear no primeiro time. "Não há outro clube em que, na minha idade, eu tenha tantas oportunidades quanto no Dínamo", disse entrevista à Jutarnji em 2015. "Estou desenvolvendo muito mais rápido do que em qualquer outro lugar, mesmo em La Masia. Meus ex-colegas de equipe em Barcelona ficaram surpresos primeiro e depois entenderam que minha decisão de mudar para a Croácia foi a certa. Para jogar no primeiro time, eu teria que esperar dois ou três anos”.

Agora, o jogador cotado para um possível retorno ao Barcelona, terá a chance e conquistar novos frutos de uma difícil decisão tomada há anos.