Notícias Placares ao vivo
Brasileirão Série A

Cuca volta com tom conciliador: defende Baptista e explica broncas

13:20 BRT 09/05/2017
mauricio galiotte cuca palmeiras 090517
Técnico ainda não tinha falado sobre problemas de relacionamento no clube, negou boatos, mas prometeu "pôr o dedo" em algumas situações

A primeira entrevista coletiva de Cuca, em seu retorno ao Palmeiras, foi muito badalada: teve presença dos principais nomes da diretoria - inclusive a dona da patrocinadora do clube, Leila Pereira - e de um "batalhão" de jornalistas e câmeras. Porém, o técnico não quis aparecer demais no evento. Ele mostrou um tom conciliador para falar sobre quase tudo.

Ele foi questionado, por exemplo, se faria as mesmas declarações que deu no ano passado, quando prometeu que o Palmeiras seria campeão brasileiro. O técnico descartou, aproveitou para defender Eduardo Baptista e fez uma crítica sobre a grande pressão que há no clube.

"Acho que o Palmeiras se auto-pressionou por conta disso. 'Ah, o Palmeiras vai ganhar tudo'. Até internamente isso aconteceu. Isso foi prejudicial até para o Eduardo, porque na primeira coisa que ele não ganhou teve uma cobrança enorme. E ele vinha fazendo um grande trabalho em termos percentuais. Mas o futebol não é assim, você não vai ganhar todos os títulos porque você investiu mais que o outro. Eu acho que essa pressão o Palmeiras não precisa puxar para si. Tem a necessidade de buscar os títulos, mas não uma obrigação", explicou Cuca.

Outra polêmica do ano passado foi a série de boatos sobre brigas entre Cuca e jogadores do Palmeiras, reforçada principalmente depois que ele saiu. Em sua primeira declaração sobre isso, negou e só disse que vai "colocar o dedo" em algumas situações.

"Quando você sai de um clube por escolha, como eu saí, por necessidade familiar, o jornalista não acha que foi por isso. Ele acha que foi porque teve problema, porque brigou, porque não tinha ambiente. Nunca briguei com o Alexandre, nunca briguei com jogador. Tem situações em que você tem de pôr o dedo e eu faço isso, como eu fiz e posso vir a fazer. É para melhorar, não só o time, mas a pessoa também. E alguns melhoraram comigo", lembrou o técnico do Palmeiras.

Em relação ao seu retorno, Cuca comentou que hesitou ao receber a proposta do Palmeiras. Ele confirmou que tinha uma proposta do mercado asiático, lamentou por não ter feito estágios na Europa e explicou por que vai assumir o Verdão: "eu estava com alguma dúvida, sinceramente, em voltar ao Palmeiras, porque é muito precoce, muito em cima. Tinha condição de sair também. Um dos motivos principais que me fez vir foi o conhecimento de casa que tenho".