Notícias Placares ao vivo
Cruzeiro

Cruzeiro ensaia retomada, mas tem semanas-chave por permanência pela frente

12:42 BRT 31/10/2019
Egídio Cruzeiro Fortaleza Brasileirão 26102019
Time de Abel Braga terá uma sequência ingrata até o fim da Série A e começa enfrentando o Botafogo, que também luta contra o rebaixamento

O Cruzeiro vive um ano para se esquecer. Apesar do título do campeonato mineiro no começo da temporada, a Raposa foi caindo de rendimento com o passar do tempo e agora se encontra eliminada da Libertadores, sem o título de campeão da Copa do Brasil e lutando contra o rebaixamento no Brasileirão. O time agora comandado por Abel Braga parece demonstrar uma recuperação, mas os próximos compromissos são difíceis e fundamentais para o Cabuloso.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste por um mês grátis!

Desde a chegada de Abel Braga, após a passagem relâmpago de Rogério Ceni, a Raposa esboçou uma reação tímida, e que ainda preocupa os torcedores. Foram sete jogos, com duas vitórias, uma derrota e quatro empates. O time mineiro tem mais 10 jogos até o final do campeonato. O primeiro deles será jogado contra o Botafogo nessa quinta-feira (31), às 21h30 (de Brasília), no Estádio Nilton Santos.

Depois, a equipe de Belo Horizonte tem pelo menos sete "pedreiras" pela frente. O Cabuloso enfrenta o Bahia, Athletico Paranaense, Santos, Vasco e Grêmio nos respectivos estádios de cada clube. Além disso, terá o clássico mineiro contra o Atlético no Mineirão e duela contra o Palmeiras, de Mano Menezes, na última rodada. Em Belo Horizonte, o clube azul também joga contra o Avaí e CSA.

O Cruzeiro nunca foi rebaixado em sua história e luta para que 2019 não seja o marco mais baixo do futebol do clube. A crise política pelo qual a instituição atravessa já é considerada a pior dos seus 98 anos de história.

O time que começou o ano de forma promissora sob o comando de Mano Menezes foi impactado com as notícias de irregularidades em transações e contratos, que abalaram a estrutura do clube e fizeram, por exemplo, com que o vice-presidente Itair Machado fosse afastado do cargo. São muitos elementos que indicam o terrível momento da equipe.

Agora, a equipe mineira conta com a experiência do muito contestado Abel Braga para voltar a vencer e deixar de vez a zona do rebaixamento. Uma tarefa dura, pois, de acordo com o estudo estatístico da UFMG, a Raposa tem 42,7% de chances de cair à Série B e vários jogos grandes e importantes acontecerão fora dos domínios do clube, o que pode deixar tudo ainda mais complicado para Thiago Neves e companhia limitada.