Criticado, Sterling precisa fazer o simples em frente ao gol

Comentários
Camisa 10, no entanto, recebe o apoio do elenco: "Tem feito uma fantástica Copa"

banner Copa 2018

Raheem Sterling, camisa 10 da Inglaterra, é o homem com a função de articular as jogadas da seleção na Copa do Mund. Mas, apesar de suas boas atuações na competição distribuindo passes e se movimentando por todos os lados do campo, ele tem sido criticado por não balançar as redes.

Sterling é o "motor" inglês, buscando sempre sair em velocidade e deixar os companheiros em condições de fazer o gol. Até o momento na Copa, ele participou de cinco oportunidades criadas pelo English Team, com uma assistência distribuída.

Raheem Sterling Sebastian Larsson Sweden England World Cup 2018 070718
(Foto: Getty Images)

Porém é na finalização que o camisa 10 mais tem sido cobrado - em quatro jogos, ele chutou a gol apenas três vezes -. Isso porque quando tem a chance, Sterling acaba pecando na conclusão ou no preciosismo e, por isso, as críticas surgiram em cima do jogador. Por exemplo, contra a Suécia, pelas quartas de final, ele ficou cara a cara com Olsen, só que mandou a bola em cima do goleiro, perdendo a chance de "matar" o jogo e também de marcar o seu primeiro gol no Mundial. Falta fazer o simples.

Confira os números de Sterling na Copa do Mundo:

No entanto, Sterling recebe o apoio do elenco inglês para continuar em busca de melhores atuações na Copa. "A forma como Sterling faz o seu trabalho tem sido fantástica. A sua atitude, ética de trabalho, ambas fantásticas também", disse Dier em entrevista coletiva.

"Ele oferece muito para a equipe. Suas jogadas avançadas e qualidade na posse de bola, ele pode acelerar o jogo ou voltar para trás", completou.

Eric Dier Raheem Sterling England 07072018
(Foto: Getty Images)

Dier foi além e colocou o camisa 10 como uma das principais peças do English Team. "É muito claro se você assistir os jogos a importância que ele tem na equipe. Tem feito uma fantástica Copa do Mundo", finalizou.

A Inglaterra enfrenta a Croácia nesta quarta-feira (11), às 15h (de Brasília), e essa pode ser a oportunidade que Sterling tanto espera para repetir uma boa performance, fazer um gol e ajudar o English Team voltar à uma decisão da Copa do Mundo após 52 anos.

Próximo artigo:
Copa do Brasil 2018: quando é disputada, qual o formato e resultados da competição
Próximo artigo:
Campeonato Brasileiro 2018: artilheiros e garçons da temporada
Próximo artigo:
Brasil x Argentina: como será o desempate em caso de igualdade no placar?
Próximo artigo:
Destaque na Roma, Cengiz ünder é observado por Bayern e Barcelona
Próximo artigo:
Artilheiro tem noite para esquecer, e Ceará e Botafogo empatam sem gols no Castelão
Fechar