"Cristiano Ronaldo quer ganhar tudo até nos treinos", diz Matuidi

Comentários()
Getty Images
Meio-campista da Juventus elogia o seu companheiro de equipe pelo trabalho árduo e a forte competitividade depois de sua primeira temporada na Itália

Blaise Matuidi apontou o trabalho de Cristiano Ronaldo como inspiração, embora admita que sua dedicação é o que o tornou indispensável para a França.

Quer ver jogos da Juventus no Campeonato Italiano ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste grátis o serviço por um mês!

Cristianop Ronaldo se juntou a Matuidi em Turim no início da temporada 2018/2019 e foi fundamental para guiar os Bianconeri ao oitavo título consecutivo da Série A do Italiano.

O internacional francês, que venceu a Copa do Mundo em 2018 na Rússia, disse que seria fácil para um jogador tão vencedor quanto Ronaldo permitir que os padrões caíssem, mas insistiu que seu novo companheiro de equipe não permite que isso aconteça.

"Depois da Copa do Mundo, não tive tempo de brincar, porque se eu tivesse jogado com alguém, teria tomado o meu lugar", disse o meia de 32 anos ao jornal L'equipe.

"A chegada de Cristiano Ronaldo, vendo-o trabalhar diariamente, posso dizer-lhe que também não lhe deixa a escolha. Ele ganhou tudo. Você diz a si mesmo que quando você ganhou tudo, a reação virá e você vai se perguntar 'o que mais eu posso ganhar?' Não ele! Ele sempre quer ir mais alto. No treinamento ele sempre quer ganhar tudo, ele não fica feliz quando perde e eu quero te garantir que não é falso”.

Cristiano Ronaldo Portugal 2019
(Foto: Getty Images)

Matuidi acaba de conquistar sua 80ª internacionalização, aparecendo como substituto na vitória por 2 a 0 sobre a Bolívia, no dia 3 de junho.

Tanguy Ndombele começou o jogo no meio-campo, e Matuidi diz que a competição por lugares na equipe nacional ajudou a estimulá-lo.

Mais artigos abaixo

"Posso dizer sem pretensão que sabia como me tornar indispensável, mas isso é trabalho", disse o ex-PSG.

"Eu trabalhei, aguentei, e eu precisava disso - me sentir em perigo. É parte de mim empurrar meus limites. Hoje, eu estou feliz. Quando eu comecei em Troyes, para ser honesto, se me dissessem que Eu chegaria a 80 internacionalizações, uma Copa do Mundo, uma final de Eurocopa [em 2016, quando a França perdeu para Portugal de Ronaldo] e que eu teria jogado em grandes finais europeias, eu teria assinado imediatamente”.

Matuidi, no entanto, nunca venceu a Liga dos Campeões, e a Juventus, sem dúvida, quer adicionar a glória europeia ao seu domínio doméstico no próximo mandato.

Fechar