Coutinho faz disparar gasto do Barcelona com salários, que chegam a 87% do orçamento total

Comentários()
Clube espanhol aumentou número de quase 200 milhões de euros nesta temporada

A conta salarial do Barcelona disparou e a chegada de Philippe Coutinho só agravou um problema que preocupa o conselho de administração que Josep Maria Bartomeu preside desde que assumiu o cargo, primeiro como vice-presidente de esportes de Sandro Rosell e depois como líder.

O impacto do brasileiro, entre 20 e 25 milhões de euros brutos por temporada, significa aumentar os gastos com salários esportivos para 87% do orçamento do clube, longe do indicador ideal, fixado em 55% e 70%. Número que a própria entidade - e também o Financial Fair Play da FIFA - estabelece a margem de segurança.

Este quadro confirma que a despesa salarial sofreu um aumento de 156 milhões de euros - o equivalente a 20 pontos em relação ao orçamento, excluindo o rendimento das transferências de jogadores - para o qual devem ser adicionados os 25 que Coutinho receberá, chegando a 181 milhões de euros. O valor aumenta em relação à temporada passada, um número que representa 87% das despesas do clube em termos de salários.

O CEO do clube, Òscar Grau, explicou na Assembléia do Compromisario em outubro passado que "queremos ser competitivos e fizemos um esforço importante", que foi estendido durante o mercado de transferências com a contratação de Coutinho, algo que responde a um contexto que Grau descreveu em outubro como "extraordinário" devido à venda de Neymar.

2018-01-11 philippe coutinhoFoto: Getty Images

No momento, o Barcelona é a quarta entidade esportiva do mundo que paga aos seus jogadores de acordo com a Sporting Intelligence, com um salário médio de 8 milhões de euros líquidos por temporada, logo atrás das franquias NBA de Oklahoma, Cleveland e Golden, além de atuar como o clube de futebol com a maior despesa salarial no mundo à frente do PSG, mas sem um magnata que injeta milhões quando necessário.

Assim, o clube espanhol também deve afrouxar a folha de pagamento de vários jogadores, especialmente os dos veteranos com altos salários, como Javier Mascherano ou Arda Turan, cujos valores são semelhantes aos de Coutinho.

Próximo artigo:
Ponto mais forte da Seleção Brasileira pós Copa do Mundo é a solidez defensiva
Próximo artigo:
Ter Stegen aponta temporada de sucesso no Barcelona: "queremos ganhar tudo"
Próximo artigo:
Supertécnicos da Libertadores: Idolatria no banco ajuda a explicar o sucesso dos semifinalistas
Próximo artigo:
Como o relacionamento de CR7 e Mourinho se deteriorou no Real Madrid
Próximo artigo:
Apesar da dificuldade na Premier League, Manchester United registra bom começo na UCL
Fechar