Confrontos Brasil Global Tour foram fundamentais para Tite tirar dúvidas e mostrar que Seleção está pronta

Comentários()
Rupert Fryer/Goal
Equipe brasileira passou com louvor nos testes diante de bons adversários que encarou este ano

A Seleção Brasileira encerrou a fase de preparação para a Copa do Mundo, a equipe comandada por Tite venceu com autoridade a Áustria, neste domingo(10), por 3 a 0 e mostrou que está pronta para o Mundial da Rússia.

A equipe desembarcou em Sochi, onde ficará durante a primeira fase do mundial com várias certezas dentro da mala e os duelos Brasil Global Tour forma fundamentais para que Tite pudesse tirar dúvidas, fazer testes e deixar a equipe o mais perto possível do que ele quer para a competição mais importante do futebol. 

Depois das Eliminatórias, o treinador que, vale ressaltar, não teve um ciclo completo de 4 anos a frente da Seleção, decidiu fazer alguns testes e enfrentar adversários de diferentes estilos de jogo. Em novembro do ano passado, por exemplo, o Brasil encarou Japão e Inglaterra.

O primeiro, trazendo o modelo de jogo asiático, com muita aplicação tática. O segundo, o primeiro encontro do Brasil de Tite contra uma Seleção europeia, considerado algo fundamental para o treinador na continuidade da preparação para a Copa do Mundo.

England Brazil Friendly 14112017

Em 2018, era necessário explorar mais os adversários de fora da América do Sul. A começar pela Rússia. Chegando no país da Copa, o confronto Brasil Global Tour entre a Seleção e os anfitriões do mundial trouxe a oportunidade da equipe pisar pela primeira vez no estádio onde será a abertura e a final do torneio. 

Sentir o clima do país sede, ter um contato mais direto com a cultura e tudo aquilo que o Brasil encontrará na Rússia, além de encarar um adversário com estilo de jogo diferente do que o Brasil de Tite se acostumou a enfrentar nos últimos dois anos. 

Willian - Brasil x Russia - 23/03/2018

Tite aproveitou para fazer alguns testes e jogadores que estiveram em campo naquela partida acabaram garantindo a vaga na Copa do Mundo, foram os casos de Pedro Geromel, Taison e Fred, além de Douglas Costa que atuou na vaga de Neymar e agradou bastante. A partida também marcou o retorno de Thiago Silva como titular ao lado de Miranda. 

Na sequência, a Seleção enfrentou a Alemanha, no primeiro duelo entre as duas equipes depois do fatídico 7 a 1 na Copa do Mundo do Brasil. Para muitos, aquele sim era um grande teste, não só pelo nível do adversário como também lado emocional, foi uma partida que trouxe à tona muitos sentimentos. 

Brasil Alemanha I 27 03 18

Foi um jogo inteligente, ainda que os alemães estivessem desfalcados, o Brasil também não tinha Neymar, sua principal estrela. Em Berlin, o que se viu foi uma Seleção muito aplicada e dedicada na marcação, que superou seus pesadelos e a ausência de seu craque carimbando a vitória por 1 a 0.

Na partida, a Seleção alinhou três importantes fatores, dedicação, concentração e eficiência, explícita quando Gabriel Jesus aproveitou a falha de Trapp para garantir o placar. Mais um jogo seguro da dupla Miranda e Thiago Silva, que caminhava para ser escolhida por Tite para começar a Copa do Mundo. 

Na ocasião, Tite optou por um meio-campo com mais pegada, colocou Fernandinho e deslocou Coutinho para a esquerda, sacando Douglas Costa que havia sido titular contra os russos. Foi um jogo menos criativo mas com bastante entrega. Importante para a versatilidade que Tite tanto prega na equipe. 

Brazil Croatia 2018

Na última semana, foi a vez de encarar a Croácia, um time com um meio-campo bastante criativo e habilidoso. O treinador optou por colocar o mesmo time que foi a campo contra a Alemanha, trocando apenas Daniel Alves que ficou de fora da Copa por Danilo. 

Depois de um primeiro tempo com dificuldades, Tite fez algumas mudanças, a principal delas foi a entrada de Neymar, que não atuava há três meses. O camisa 10 mostrou o porque é um dos melhores jogadores do mundo na atualidade e usou de toda a sua habilidade e inteligencia para abrir o placar. 

O quarteto Willian, Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus também atuou junto durante uma partida do jogo, e deixou excelente impressou a todos, inclusive no treinador. A boa entrada de Firmino também foi importante, ele marcou um golaço após belo lançamento de Casemiro. 

GFX Brasil x Áustria

Com meio-campo mais criativo, Tite usou da variação tática para encontrar as soluções para os seus problemas como a ausência de Renato Augusto e a dificuldade de criar que teve no primeiro tempo, atrasando Coutinho e dando a responsabilidade de ditar o ritmo no setor. 

Contra a Áustria, foi o momento de testar o resultado que ele obteve nos últimos meses. Com Willian, Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus começando juntos a partida, o treinador deu ao camisa 11 a responsabilidade de ser o "ritmista". 

Como inferior esquerdo, Coutinho teve grande atuação, fez a bola girar, comandou o meio e aproveitou muito bem os companheiros na frente, o trio Willian, Neymar e Jesus aproveitaram e também tiveram grande atuação.

Coutinho Tite Brazil Croatia Friendlies 03062018

Mais artigos abaixo

O camisa 10 se mostrou pronto, além de começar o jogo como titular, sofreu várias entradas fortes dos jogadores adversários e não se intimidou, foi para dentro e até marcou um golaço dando o recado que estava pronto. 

Com as experiências dos últimos jogos, Tite definiu o time que entra em campo contra a Suíça, na estreia da Copa do Mundo, encontrou o melhor de Coutinho no meio-campo, viu que Gabriel Jesus assimila bem os momentos de pressão, trouxe Thiago Silva de volta ao time titular para jogar ao lado de Miranda, juntos, eles não sofreram sequer um gol este ano. 

Agora, o Brasil foca única e exclusivamente no duelo contra a Suíça, adversária na estréia do Mundial, com a certeza de que enfrentou bons rivais e chega pronta para os desafios que vem pela frente.

Próximo artigo:
Chelsea x Tottenham: Horário, local, onde assistir e prováveis escalações
Próximo artigo:
Futebol na TV: confira a programação de quinta-feira, 24 de janeiro
Próximo artigo:
Palmeiras 1 x 0 Botafogo-SP: Verdão tem vitória magra em sua Arena
Próximo artigo:
Lesão de Neymar deixa técnico do PSG em alerta: "estou preocupado"
Próximo artigo:
“Ausência de Messi não é desculpa”, diz Suárez após derrota
Fechar