Concentrado com a Albiceleste, Mascherano fala sobre seu futuro e as mudanças de esquema do Barça

Comentários()
Getty
Argentino revela que seu ciclo na Seleção Argentina está terminando e que Neymar faz uma grande falta ao elenco culé

Javier Mascherano foi novamente convocado para a Seleção Argentina e concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira. Entre os assuntos da conversa o seu futuro no Barça foi um dos temas que mais chamou a atenção. De acordo com o jogador, o seu desejo é "ser feliz" e, por isso, a sua decisão dependerá de como "as coisas estiverem indo”.

O experiente volante também não fugiu das perguntas difíceis, como a mudança do sistema do Barça, seu futuro na Argentina ou a situação política na Catalunha. 

Sobre as variações táticas de Ernesto Valverde, ele avaliou que "quando um jogador como Neymar sai, deixa um vazio muito grande, entre outras coisas por causa da importância que ele tinha no jogo. Tivemos que mudar a forma como estávamos jogando. Dembélé veio, mas não conseguiu provar nada, já que a lesão aconteceu rapidamente. Foi um duro golpe, não esperávamos. Mas temos a obrigação de nos recompor e não viver com desculpa". 
 
Perguntado sobre a dificuldade que Messi tem de jogar na Argentina com a mesma liberdade do Barça, ele disse que "o estilo de jogo do Barça é algo que tem sido praticado por muitos anos. Iniesta, por exemplo, faz 12, 13 ou 14 anos que joga com Messi. Piqué e Busquets, 10 ou 11. Você não pode esperar que uma seleção jogue como uma equipe. Nem mesmo a Espanha, que tem quatro jogadores do Barça ou quatro do Real Madrid". 

Javier Mascherano Argentina Venezuela 05092017
Foto: Getty

Em relação ao seu futuro na seleção argentina, ele disse que "me vejo bem para ir à Rússia. No grupo, todos temos que chegar com a certeza e sabendo o que tem que se fazer. Além dos nomes que contam e dos diferentes sistemas que podem ser usados, o que conta é que temos que chegar com certeza e que com a passagem dos jogos cresceremos no campeonato. A melhor imagem de uma seleção não é vista no primeiro jogo. Eu termino na Rússia (a sua passagem pela seleção) ou aqui, agora, se eu não for a Copa do Mundo. Eu farei o que o treinador disser, mas meu tempo na seleção está acabando. Eu tenho claro. Você tem que fechar etapas e está já está começando a concluir". 

Fechar