Como o "estilo Barça" tirou Icardi da base do clube e o colocou no caminho da Inter

Mauro Icardi Barcelona
sportswallah.com
Icardi passou por um dos melhores times da história da base catalã, perdeu espaço, mas se tornou um dos centroavantes mais importantes do mundo


A CURIOSIDADE DENTRO DO CONFRONTO


Mauro Icardi e Barcelona tiveram seus caminhos cruzados em 2008, quando o atacante natural de Rosario, na Argentina, saiu das Ilhas Canárias, onde vivia com a família desde os nove anos, com destino ao famoso centro de treinamento de La Masia. Era o o mesmo ano em que o conterrâneo Lionel Messi assumia a camisa 10 pela primeira vez no time principal do clube catalão.

Em um tempo não muito distante, Icardi era considerado um dos jovens mais promissores das categorias de base do Barcelona. Ele foi incorporado ao elenco do Cadete A, considerado até hoje como um dos melhores times da história dos blaugranas. Em entrevista para a Goal, Ivan Balliu, defensor revelado pelo Barça e que atualmente defende o francês Metz, exaltou os cuidados recebidos enquanto esteve no clube. "Vivíamos aquele momento de maneira muito consciente e na base sempre nos davam oportunidades, restava a nós aproveitá-las", disse.

Quem convivia com o argentino de maneira próxima admite que o camisa nove não teve vida fácil enquanto defendeu as cores da agremiação catalã. Oriol Romeu, volante do Southampton na Inglaterra e ex-companheiro do atacante naquele tempo, afirma que Icardi "era muito reservado e rodeado pela família". O jornalista Jaume Marcet. um dos maiores conhecedores de La Masia, afirma que o atual jogador da Internazionale não emplacou no clube "não por motivos pessoais, mas por aspectos técnicos".

Mauro Icardi Inter Sampdoria Serie A

"Ele não combinava com o que era proposto para os atacantes que jogavam na base, mas já tinha muito controle de bola e era um grande finalizador. Icardi se destacava muito quando jogava contra os zagueiros rivais, mas não era exatamente o que a equipe fazia", lembra Balliu.

Marcet lembra que o atleta  "era um projeto de atacante de área, excelente finalizador e talvez um dos que tinham o melhor jogo aéreo entre todos que já passaram pelos times inferiores do Barcelona. Mesmo assim, não parecia cômodo quando entrava em campo, não se mexia muito entre os zagueiros e nem caía pelas pontas. Pediam a ele uma mobilidade que não tinha", afirma.

Lionel Messi Mauro Icardi Argentina
(Fotos: Getty Images)

Em sua segunda temporada como protagonista, Messi começou a desempenhar o papel de "falso nove" com Pep Guardiola e, com isso, todos os times das categorias de base replicaram a formação. Isso prejudicou o futebol de Icardi, que não conseguiu se adaptar ao novo estilo de jogo durante a nova fase da filosofia implantada.

Deste modo, na sua última temporada como atleta do Barcelona, em 2010/11, Mauro Icardi teve o mesmo fim que Zlatan Ibrahimovic no plantel principal. Enquanto o sueco arrumou as malas e partiu para o Milan, o argentino teve como destino a Sampdoria, a princípio como jogador emprestado que posteriormente foi adquirido pelo time genovês.

Hoje em dia, um atleta do próprio Barça exalta a qualidade de Icardi e o compara a um grande centroavante do futebol italiano. "Ele é como Pippo Inzaghi! Ele é um daqueles que não precisa de muitas oportunidades para marcar um gol. Quando a partida está calma e parece que nada vai acontecer, Icardi surpreende a todos e coloca o time dele em vantagem. Definitivamente não é uma casualidade, e sim planejamento", lembra o meia em entrevista à Gazzetta dello Sport.

Fechar