Como a contratação de Ibrahimovic para o Galaxy é uma aposta que vale o risco?

Comentários()
Goal
Um jogador midiático em um clube e liga que buscam maior exposição dentro e fora dos Estados Unidos parece uma ótima combinação

Más reputações são fáceis de ter e difíceis de esquecer. Que diga a Major League Soccer.

A liga de futebol dos Estados Unidos e Canadá possui a estigma de ser uma "liga de aposentados" graças a campeonatos passados, que já tiveram muitos casos positivos, como os de David Beckham no Los Angeles Galaxy e Thierry Henry, que fizeram a MLS ganhar popularidade. Claro que nem todos os exemplos são de jogadores que deram certo, pois há os casos de Steven Gerrard e Andrea Pirlo.

Parecia que na atual temporada não teríamos nenhum caso de algum grande veterano jogando pelas terras norte-americanas, ainda mais com as aquisições de jovens talentos como Ezequiel Barco, Jesus Medina e Alejandro Gamarra. No entanto, o Los Angeles Galaxy foi por outro caminho e apostou em um nome curioso: Zlatan Ibrahimovic.

O sueco tem o dobro da idade de Barco, se recuperou da lesão mais grave da carreira recentemente e ficou no banco de reservas do Manchester United por boa parte dos últimos meses. Ainda assim é uma aposta que vale a pena.

O sueco chega ao clube com um salário menor que o oferecido há um ano atrás, quando a liga liberou uma oferta salarial de US$ 6,5 milhões por temporada (cerca de R$ 21,5 milhões). Agora, Zlatan assinou um acordo válido para 2018 e 2019 com o salário de US$ 3 milhões (cerca de R$ 9,9 milhões), além de incentivos.

Thierry Henry Zlatan Ibrahimovic
(Foto: Getty Images)

O Galaxy tem explorado bem o mercado no que se refere a nomes midiáticos. Além de já ter contado com Beckham e Gerrard, o time atualmente tem os irmãos Giovani e Jonathan dos Santos, que ajudam a difundir o nome do clube entre as pessoas de origem latina. Com a chegada de Ibra, as possibilidades se expandem para outras fronteiras.

Além disso, a chegada do ex-United dá ao time e ao próprio jogador um desafio em comum: continuar como time principal de Los Angeles. A cidade agora conta com o surgimento do Los Angeles FC, que é uma ameaça para tomar o reinado dos Galáticos.

A MLS também vê em Ibrahimovic uma possibilidade de ter um garoto-propaganda da liga. Essa tarefa não é difícil para um atleta que sabe explorar a mídia e criar uma imagem forte perante o público. As aposentadorias de Kaká e Thierry Henry deixaram a competição com esse espaço vago.

Se Ibra tiver um sucesso semelhante ao de David Villa no New York FC ou maior, o campeonato muito provavelmente alcançará outro patamar. Caso contrário, a fama de "liga de aposentados" ficará evidente outra vez.

Próximo artigo:
Corinthians no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
Torcida do Vasco inunda internet de xingamentos a Dedé após vitória sobre o Volta Redonda
Próximo artigo:
Flamengo no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
FIFA 19: Vinícius Junior, Arthur e Militão listados nas Estrelas do Futuro do Ultimate Team
Próximo artigo:
Iniciando sua quinta temporada no Palmeiras, Dudu reencontra adversário de sua estreia com status de ídolo
Fechar