Comentarista ídolo do United critica o Liverpool e revolta Klopp

Comentários()
O treinador alemão não gostou das palavras de Roy Keane após bater o Arsenal por 3 a 1 pela Premier League

O Liverpool venceu o Arsenal por 3 a 1, nesta segunda-feira (28), em duelo que encerrou a terceira rodada da edição 2020-21 da Premier League. Durante os 90 minutos, os Reds foram superiores - ainda que os Gunners tenham aberto o placar através de uma falha defensiva e que Alisson, goleiro dos Reds, tenha sido decisivo em duas grandes defesas.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Após o duelo, jogadores do Liverpool exaltaram a boa exibição especialmente sob o ponto de vista da pressão sobre o adversário que tem a bola – uma das especialidades nos trabalhos de Klopp. E quando estava preparado para falar sobre a vitória, o treinador alemão ficou surpreso ao saber de uma crítica feita por Roy Keane, ídolo do Manchester United e comentarista da Sky Sport.

“Eles são uma máquina, possuem muita qualidade quando estão no ataque. Está óbvio que são um dos times mais bem preparados fisicamente, eles sufocam as outras equipes. Seu que o Arsenal estava os encorajando, jogando muito atrás, mas eles tiveram muitas chances também. Eles (o Liverpool) foram desleixados em uma ou duas ocasiões na defesa, mas a missão foi cumprida e estão fazendo um bom início de temporada”, disse Keane.

O que fisgou a ira de Klopp na avaliação do ex-jogador do Manchester United, arquirrival do Liverpool, foi o uso da palavra “desleixados”. Foi quando se iniciou um bate-boca entre o alemão e o ex-jogador (que era conhecido também pelas entradas duras que dava nos gramados).

“Eu escutei direito? O Sr. Keane disse que foi uma atuação desleixada hoje?” questionou Klopp.

“Acho que eles (jogadores do Liverpool) desistiram em uma ou duas oportunidades, eles devem estar desapontados por isso”, respondeu o irlandês.

Mais artigos abaixo

Ainda mais insatisfeito com as palavras do comentarista, Klopp seguiu: “Eu só queria ouvir mesmo. Não tinha certeza que tinha escutado direito, talvez ele estivesse falando sobre um outro jogo diferente... porque, me desculpem, não pode estar falando sobre este jogo”.

“Nada foi desleixado, absolutamente nada. Desde o primeiro segundo nós fomos dominantes contra um time em forma, 100% em forma. Você precisa ser muito cuidadoso para não levar um contra-ataque. Acho que 60 ou 70 por cento das bolas em nossas costas estavam em impedimento. Você precisa esperar um pouco mais para a bandeira levantar agora (por causa do VAR), então é isso. Não é uma sensação boa, mas é impedimento”.

“O Alisson teve que fazer uma grande defesa. Eles tiveram duas bolas em contra-ataque, não dá para impedir isso e precisa ter um goleiro nestas situações. Exceção a isso, o futebol que nós jogamos hoje foi absolutamente excepcional”, completou Klopp.

Fechar