Com pré-temporada de apenas 15 dias, fica impossível exigir demais das equipes no início do ano

Comentários()
Rafael Ribeiro/Florida Cup Oficial/Divulgação
Tempo de preparação dos clubes será menor em 2018 por conta da paralização durante a Copa do Mundo


GOAL Por Fernando H. Ahuvia 

Para os fãs do esporte mais popular do mundo, 2018 será um ano para assistir muitas partidas. No entanto, por causa da Copa do Mundo e as paralizações por ela causadas nas competições nacionais, o calendário oficial precisou passar por uma adequação. Com isso, os times brasileiros não terão os 28 dias de pré-temporada como em 2017. Esse período foi reduzido para apenas duas semanas até a bola começar a rolar nos estaduais.

Tempo irrisório visto as cobranças que as equipes costumam ter desde o início do ano para jogar bem e conseguir resultados. É preciso, porém, consciência e paciência. Com tão poucos dias de trabalho após um mês de férias é quase impossível ver jogos de qualidade não por conta da qualidade técnica dos principais elencos do país, mas, principalmente, pelo aspecto físico e de ambientação e entrosamento de novos reforços.

Lucas Lima chegada Palmeiras 03012017
(Foto: TV Palmeiras/Reprodução)

 

Mesmo nos últimos anos, com cerca de um mês de preparação, as equipes mostram que precisam de tempo para chegar ao seu nível máximo. É por isso que vários países da elite do futebol mundial costumam ter entre 45 e até 60 dias só de pré-temporada.  Com um período muito maior, os times conseguem ter um período longo para cuidar apenas da parte física e ainda realizam excursões para torneios de pré-temporada em vários continentes.

Nos últimos anos, alguns clubes brasileiros passaram a participar desses torneios amistosos, como a Florida Cup. O tempo curto de preparação, contudo, faz com que cada clube entenda a melhor forma de se preparar e participar da competição. Neste ano, por exemplo, o Atlético-MG não jogará com sua equipe principal nos Estados Unidos.

Corinthians São Paulo I Florida Cup I 22 01 2017
São Paulo conquistou a Florida Cup em 2017 (Foto: Florida Cup Oficial/Divulgação)

Campeão brasileiro, o Corinthians, que também participará da Florida Cup, está fazendo um sacrifício para conseguir se preparar da melhor forma possível. O clube adiantou e realizou ainda no ano passado os exames cardiológicos e clínicos dos jogadores que estavam no elenco heptacampeão. Desde a reapresentação, no último dia 3, vem treinando em dois períodos e seguirá com isso nos Estados Unidos, exceto na data dos jogos contra o PSV (HOL), dia 10, e Rangers (ESC), dia 13.

“A gente não tem esse período que tivemos (em 2017) de dez dias para se preparar melhor. O que acarreta isso? Tempo menor, vamos precisar ter mais planejamento, para que a gente acerte nessas decisões de treinamentos, como vai ser... Vamos ter pouco tempo para preparar uma equipe que estreia logo em seguida no Paulista. É ruim pelo fato de você ter de queimar etapas. Seria ótimo se tivéssemos um mês de pré-temporada para preparar melhor, fazer amistosos, os atletas que estão abaixo, você teria tempo para trabalhar. Isso é ruim. Vai ser atropelado para que a gente possa fazer uma boa base”, explicou o preparador físico do Timão, Walmir Cruz.

Júnior Dutra - Corinthians - 4/01/2017
(Foto: © Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

O problema citado pelo profissional do Corinthians é o mesmo de todos os principais clubes do Brasil. Muitos começarão, inclusive, com seus times alternativos a disputa dos estaduais. São os casos de Grêmio e Flamengo, por exemplo, que terminaram 2017 depois dos outros clubes por conta das disputas do Mundial de Clubes e da final da Copa Sul-Americana, respectivamente.

Por tudo isso, fica impossível cobrar boas atuações. Quem perde é o próprio torcedor que já no primeiro mês assistirá clássicos, como Botafogo e Fluminense, dia 20 de janeiro, pela segunda rodada da Taça Guanabara, Corinthians e São Paulo, dia 27, pela quarta rodada do Paulistão.

Próximo artigo:
Cristiano Ronaldo recebe críticas após foto sorrindo em avião em dia de possível tragédia
Próximo artigo:
São Paulo 5x2 Guarani: Tricolor goleia e vai para a final da Copinha
Próximo artigo:
Mercado da bola: os principais rumores de Corinthians, São Paulo, Flamengo e os grandes clubes do Brasil
Próximo artigo:
PSG é multado em 100 mil euros por desrespeito às regras éticas nas contratações
Próximo artigo:
Barcelona: Messi não é relacionado para enfrentar o Sevilla
Fechar