Com apoio de Márcio Braga, Landim anuncia chapa para concorrer as eleições do Fla e comenta projetos

Comentários()
Empresário terá apoio também de Zico, Wallim Vasconcellos e Luiz Eduardo Baptista, presidente da Sky

Nesta quinta-feira(09), Rodolfo Landim, candidato à presidência do Flamengo reuniu aliados para anunciar, de forma oficial, que concorrerá às eleições do clube. A chapa conta com o atual vice presidente do conselho deliberativo, Rodrigo Dunshee, como vice presidente. 

A chapa recebeu apoio de Zico, o maior ídolo da história do Flamengo e Márcio Braga, considerado o maior presidente que o Rubro-Negro já deve. Durante a reunião, Landim falou sobre alguns planos que estão sendo discutidos e medidas que devem ser tomadas caso seu grupo seja eleito. 

"A ideia é que o Sócio Torcedor seja premiado pela frequência dele, pela lealdade dele ao clube. Quando você chega numa final, que é um jogo mais importante, uma parcela dos ingressos do Flamengo seja reservada para aqueles que tem a maior frequência. Antigamente era impossível, porque eu ia comprar ingresso numa fila, hoje em dia por internet você controla tudo", disse o candidato a respeito do programa de sócio torcedor do Rubro-Negro. 

A respeito da possibilidade de um projeto para construção de um estádio para o clube, Landim foi mais cauteloso e pés no chão.

"Essa não é uma solução relativamente fácil porque ela envolve um processo de reestruturação financeira importante. Só falando de conta, a gente tem que pagar as contas depois, disciplina financeira de capital vai continuar existindo. Um estádio, se você colocar de 40 mil pessoas, vai gastar uns 500 milhões, mais 200 pelo terreno. Isso vai custar uns 700 milhões para você, você calcula o custo capital que o Flamengo está captando, quanto vai ter que pagar só de juros por ano? Existe um espaço bom para renegociar com o Maracanã, mas a minha percepção, sinceramente, é que a gente pode melhorar e é justo que o contrato seja melhorado". 

Ex-presidente do clube e entusiasta da candidatura de Landim, Márcio Braga também falou a respeito do Maracanã, para ele o clube deve administrar o estádio.

"O que é mais importante ou nesse país que o Flamengo? O Flamengo tem raízes sociais profundas na cultura brasileira. O Flamengo é respeitado do iapoqui ao xui, o presidente do Flamengo tem que representar essa força, que é do brasileiro, não é do torcedor apenas. O Maracanã não pode deixar de ser do Flamengo. Sou favorável que o Flamengo tenha um estádio próprio, mas não pode abrir mão dessa discussão". 

O lançamento oficial da chapa está previsto para o final de setembro, no entanto, o trabalho já vem sendo feito afim de estruturar as ideias e aliaças para as eleições que acontecem em dezembro. 

Próximo artigo:
Brasileirão 2018: Classificação completa e evolução a cada rodada
Próximo artigo:
Os jogadores de Boca e River que vão perder a finalíssima da Libertadores
Próximo artigo:
"Conheço as desculpas de Dembélé quando ele se atrasa", corneta Deschamps
Próximo artigo:
Ancelotti reclama de insultos nos estádios da Itália: "Estamos atrasados"
Próximo artigo:
Santos 0x1 Chapecoense: Peixe perde a chance de entrar no G6 dentro do Pacaembu
Fechar