Clube uruguaio jogará com números que destacam desigualdade de gênero

Comentários()
Reprodução/Danubio FC
A intenção da campanha é mostrar as diferenças existentes entre homens e mulheres na sociedade

Em medida anunciada no início deste mês, o Danubio, do Uruguai, pretende entrar em campo em todos os compromissos de março com camisas que ilustram a desigualdade social entre homens e mulheres.

Com a campanha intitulada "Números a los que les damos la espalda" ("Números aos quais damos as costas", na tradução livre), o clube tem como objetivo conscientizar a sociedade sobre a diferença de tratamento e de oportunidades dados a homens e mulheres.

Serão 25 camisas distribuídas entre os jogadores dos elencos profissionais masculino e feminino com dados extraídos da ONU Mulheres e do Instituto Nacional das Mulheres do Uruguai.

Desde 2017 com sua equipe feminina, o Danubio tem em sua história uma reverência a María Mincheff de Lazaroff, responsável por escolher o nome do clube. Além disso, ela recebeu como homenagem o fato de ser a primeira mulher a dar um nome feminino a um estádio de futebol no Uruguai.

Fechar