Clima de festa toma conta de bar francês em São Paulo com título da Copa do Mundo

Comentários()
Centenas de torcedores se reuniram em reduto na capital paulista e vibraram com a conquista do bicampeonato mundial da França

banner Copa 2018


GOAL Por Fernando H. Ahuvia

Não foi só na França que os torcedores fizeram festa com a conquista da Copa do Mundo da Rússia. Em São Paulo, centenas de pessoas transformaram o Les 3 Brasseurs, cervejaria francesa no Itaim Bibi, bairro da Zona Sul da capital paulista, em um típico bar do país europeu em dias de jogos da seleção.

Vestidos e pintados com as cores da bandeira da França (azul, branco e vermelho), os torcedores cantaram o hino, gritaram o nome dos principais jogadores e o do técnico Didier Deschamps, vibraram com cada um dos quatro gols dos Leus Bleus e extravasaram após o apito final com a confirmação do bicampeonato mundial.

Bar Francês - Copa do Mundo - - 15/07/2018

A euforia tomou conta do público, que gritava forte e com orgulho “Allez les bleus”. A comemoração, aliás, como não poderia deixar de ser, começou com um banho de champanhe em todos os presentes e também muito chope e cerveja.

“(Comemorar) no país do futebol é a coisa mais bonita do mundo. Essa atmosfera e essa alegria brasileira e a gente comemorando aqui é a coisa mais linda que poderia viver”, declarou o francês Geoffroy, que está morando no Brasil há poucos meses.

“Não tenho palavras para isso. Nós estamos muito felizes de comemorar essa vitória da Copa do Mundo. Esperamos 20 anos por isso. Toda essa gente feliz aqui comemorando com cerveja e comida é fantástico”, completou Julien Lisbona, diretor do Les 3 Brasseurs no Brasil.

Certo mesmo é que a celebração dos milhares de franceses na Champs-Élysées, por toda a França e em todos os cantos do mundo não acabará tão cedo.

"Será o ano inteiro de férias... Aqui vamos comemorar bastante e lá não tenho a menor dúvida que durará muito tempo a festa", ressaltou Geoffroy.

"Estou recebendo mensagens de alguns amigos que estão na Champs-Élysées e eles disseram que está uma loucura.... A festa não tem hora e nem dia para acabar", finalizou Julien Imbert.

Fechar