Cinco anos depois, Rodgers pode ajudar o Liverpool a conquistar a Premier League

Comentários()
Brendan Rodgers Celtic 2018-19
Getty Images
Em 2014, o norte-irlandês quase acabou com o jejum dos Reds na Premier League. Agora o Leicester, pode ajudar ex-equipe na disputa contra o Man.City

Faltando duas rodadas para o término da Premier League, o Liverpool vinha de uma derrota amarga  - que os tiraram da liderança - e o empate por 3 a 3 contra o Crystal Palace, fora de casa, acabou com as chances de título inglês em uma campanha incrível e até mesmo inesperada. Estamos falando de 2013-14, o ano do escorregão de Steven Gerrard contra o Chelsea, e da equipe que tinha um Luis Suárez imparável no ataque e Philippe Coutinho com apenas 22 anos. Um campeonato que, pelo desenrolar final, traz uma das memórias recentes mais dolorosas para a torcida dos Reds.

Cinco anos depois, é possível notar algumas coincidências: o Liverpool também entra na 36ª rodada, neste sábado (04) contra o Newcastle, na esteira de uma derrota marcante. Mas se aquela traumática queda frente ao Chelsea foi pelo Campeonato Inglês, o revés de 3 a 0 para o Barcelona aconteceu no primeiro jogo das semifinais desta Champions League. Assim como acontecia em 2014, neste 2019 os Reds sonham em colocar um fim ao incômodo jejum sem conquistar a principal competição da Inglaterra – já são 29 anos. E mais uma vez a disputa é contra o Manchester City.

As semelhanças, todas elas muito superficiais, terminam por aqui. Porque este atual Liverpool é muito diferente e mais poderoso do que aquele, que nem de longe tinha o poderio financeiro para efetuar grandes contratações. Philippe Coutinho, por exemplo, era uma aposta após um bom desempenho atuando emprestado pela Inter de Milão ao Espanyol. Aquela equipe treinada por Brendan Rodgers tinha menos a bola e embora tivesse alcançado incríveis 101 gols, não aproveitava tanto as oportunidades quanto a sua versão de 2019. Acima de tudo, hoje os vermelhos da Cidade dos Beatles têm uma defesa muito mais segura – especialmente com Alisson no gol e Van Dijk na zaga.

Liverpool Vitórias Derrotas Gols pró Gols contra
2013-14 26 6 101 50
2018-19 28 1 84 20
Liverpool % conversão a gol % finalizações certas Média de posse de bola
2013-14 19.4% 49.5% 56%
2018-19 20.3% 52.4% 62%
HD Steven Gerrard Brendan Rodgers Liverpool Gerrard e Rodgers em 2014, uma escorregada que acabou com um sonho (Foto: Getty Images)

Às 15h45 (de Brasília) deste sábado (04), o Liverpool entra em campo com duas preocupações principais contra o Newcastle treinado por Rafa Benítez, técnico campeão da Champions League pelos Reds em 2005: ver até que ponto o cansaço da partida contra o Barça poderá ou não atrapalhar o time, e a situação de Roberto Firmino. O atacante brasileiro segue como dúvida por causa de problemas musculares. Outra diferença em relação a 2014 é o momento psicológico do time: se está na segunda posição, a um ponto do City, isso em nada tem a ver com um escorregão. De qualquer forma, além de estar obrigado a vencer, o Liverpool tem que secar os Citizens nestas duas últimas rodadas.

E é exatamente aí onde o destino parece querer brincar com a narrativa. Dois dias depois da partida entre Newcastle e Liverpool o Manchester City entra em campo contra o Leicester, equipe que recentemente anunciou como técnico... Brendan Rodgers! O treinador dos Reds naquele 2014 de começo espetacular e final tão melancólico. Em oito partidas disputadas desde a chegada do norte-irlandês, o Leicester venceu cinco e sofreu duas derrotas, com o atacante Jamie Vardy reencontrando uma fase goleadora que há tempos estava esquecida (foram seis gols nos cinco últimos jogos) e dando até esperanças de beliscar uma vaga na Europa League.

Brendan Rodgers Leicester City 2019 Brendan Rodgers teve impacto rápido no Leicester (Foto: Getty Images)

Rodgers, que após ser demitido do Liverpool em 2015 teve duas temporadas e meia de sucesso óbvio no Celtic antes de voltar à Inglaterra, garante estar alheio à disputa do título entre sua ex-equipe e o Manchester City. Normal e compreensível que o foco esteja absoluto nesta sua fase com os Foxes, como o Leicester é carinhosamente apelidado. Mas o norte-irlandês ainda mantém contato com alguns dos jogadores que estavam em Anfield já em sua época, possui laços de amizade com pessoas na cidade e no clube. Ainda mantém um imóvel em seu nome por lá. Nesta penúltima rodada de Premier League, quem diria, pode até mesmo dar uma mãozinha para ajudar os Reds a acabarem com o jejum. Para fazer isso, basta não perder para o Manchester City – missão das mais difíceis...  e também que o Liverpool vença o Newcastle neste sábado.

Fechar