Chelsea: como a punição da FIFA pode afetar Sarri, Hazard e outros?

Comentários()
Getty
A notícia de que os Blues não poderão contratar jogadores até 2020 pode ter inúmeras ramificações

A FIFA anunciou, nesta sexta-feira (22), uma pena de dois anos impedindo que o Chelsea efetue contratações até 2020 por causa de irregularidades no registro de jovens atletas da equipe. Desta forma, os londrinos veem a sua janela fechada para os próximos dois períodos de contratações.

Além disso, os Blues foram multados em 400 mil libras por causa das acusações. Entretanto, é a proibição de se movimentar no mercado de transferências que deverá ser o mais sentido. O clube já informou a sua intenção de recorrer, mas de qualquer forma a notícia desta sexta-feira (22) abalou ainda mais as estruturas do Stamford Bridge.

Mas como esta decisão pode impactar no futebol do clube? Na pressão sobre o técnico Maurizio Sarri ou no futuro de jogadores como Eden Hazard, Higuaín e Callum Hudson-Odoi? Confira abaixo!


SUBSTITUTO PARA SARRI?


Maurizio Sarri Chelsea 2019(Foto: Getty Images)

A sanção aplicada ao Chelsea não proíbe o clube de demitir e contratar treinadores. Entretanto, poucos são os técnicos que chegam sem a intenção de trazerem consigo atletas de confiança. Se neste momento existe algo de positivo para Sarri é o fato dele não ligar muito para as contratações feitas pelo clube, uma vez que a sua opinião é de que o seu trabalho é melhorar o ‘pé de obra’ já presente no elenco. De qualquer forma, se os resultados não chegarem a tendência não será das melhores para o comandante.


O FUTURO DE HAZARD


Eden Hazard Chelsea Manchester United(Foto: Getty Images)

A probabilidade maior segue a de ver Eden Hazard deixando o Chelsea para vestir a camisa do Real Madrid. Os londrinos estejam trabalhando para convencer o belga a assinar um vínculo de cinco anos, e perder o seu melhor jogador seria uma tragédia institucional neste momento.

Resta ao Chelsea usar o próprio Real Madrid, que passou por punição semelhante, como exemplo de que é possível seguir competitivo em meio à fata de contratações. Outros clubes recentemente atingidos por tais proibições foram Barcelona e Atlético de Madrid.


HIGUAIN, MORATA E KOVACIC


Gonzalo Higuain Chelsea 02022019(Foto: Getty Images)

Dificilmente o Chelsea conseguirá reverter a decisão, mas ao recorrer a equipe pode ganhar tempo para evitar uma situação ainda pior. Sem o tempo ‘ganhado’ com a ação de resposta, os Blues poderiam encontrar problemas para fazer valer a cláusula de compra do argentino Gonzalo Higuaín (emprestado pela Juventus) e Mateo Kovacic (emprestado pelo Real Madrid).

No caso do croata, entretanto, o acordo ainda não prevê renovação automática. Portanto, as próximas semanas podem ser importantes para mantê-lo no grupo de atletas. A situação de Álvaro Morata pode ser mais tranquila  para o Atlético de Madrid, que recebeu o espanhol por empréstimo e tem a chance de contratá-lo graças a uma cláusula contratual.


PULISIC PODERÁ VIR?


Christian Pulisic Borussia Dortmund 2018(Foto: Getty Images)

Sim. O estadunidense, comprado na janela de janeiro, já está registrado como jogador do Chelsea. Desta forma, após a sua temporada com o Borussia Dortmund – onde seguiu por empréstimo – o ponta poderá chegar tranquilamente em Londres.


HUDSON-ODOI E OS JOVENS DA BASE


Callum Hudson-Odoi Chelsea 2018-19(Foto: Getty Images)

No esforço de buscar ver “o lado cheio do copo”, o Chelsea pode ganhar argumentos para convencer o jovem Callum Hudson-Odoi a permanecer. O jovem de 18 anos pediu para deixar o clube em janeiro, após receber proposta de 35 milhões do Bayern. Os Blues negaram, mas os alemães prometeram voltar às cargas em breve.

Sem poder contratar, a esperança do Chelsea é dar o tempo de jogo que Hudson-Odoi tanto quer. E isso se também vale para outros bons nomes da base, como Mason Mount, Tammy Abraham, Fikayo Tomori e Reece James. Além disso, a equipe lindrina também poderá contar com o retorno de outros jogadores emprestados, casos de  Kurt Zouma, Michy Batshuayi e Victor Moses.

Fechar