Champions League: o que o seu time precisa melhorar antes das oitavas de final?

Comentários()
(C)Getty Images
Os jogos do mata-mata começam apenas em fevereiro e muita coisa pode acontecer até lá

Header Tauan Ambrosio

Já sabemos quais serão os confrontos das oitavas de final da Champions League 2018-19. O sorteio colocou embates tão equilibrados quanto espetaculares, mas a ansiedade agora terá que esperar até o dia 12 de fevereiro, quando começam os jogos.

Ou seja: as equipes terão bastante tempo para se ajustarem, consertarem erros e até mesmo contratar reforços na janela de transferências de janeiro. Muita coisa pode mudar. E se não é possível fazer uma análise eficaz com duelos marcados para daqui a tanto tempo, ao menos podemos apontar alguns ajustes que as equipes precisam fazer para aumentarem suas chances de avançar às quartas de final da Champions.

Schalke 04: o elo mais frágil

Schalke 04 celebration Champions League 11122018 (Foto: Getty Images)

A equipe de Gelsenkirchen avançou na segunda posição do Grupo D, que além de ter contado com o líder Porto não viu em Galatasaray e Lokomotiv grandes postulantes. A classificação do Schalke se explica desta forma. Defensivamente a equipe não é exemplo péssimo nem ótimo, mas se há um ponto fraco a ser corrigido até fevereiro está no ataque: é um dos piores na Bundesliga alemã e o pior dentre os time que avançaram para o mata-mata da Champions.

Man.City: equilíbrio, craques e o jogo envolvente

Leroy Sane Gabriel Jesus Bernardo Silva Manchester City Everton 151218 (Foto: Getty Images)

No momento do sorteio que definiu os confrontos, nenhuma outra equipe inserida no grupo das cinco principais ligas domésticas da Europa tinha feito mais gols, considerando todas as competições. Defensivamente, utilizando o mesmo critério, a equipe treinada por Guardiola também é uma das melhores do mundo. Junte isso a craques, um modelo de jogo bem aceito e que é aplicado por Pep Guardiola, um dos maiores treinadores da história. O atual campeão inglês é o maior favorito a avançar para as quartas.

Atlético de Madrid: à espera do melhor Griezmann

Antoine Griezmann Atletico de Madrid Alaves LaLiga 08122018 (Foto: Getty Images)

Embora esteja na disputa pelo título espanhol junto de Sevilla e Barcelona, esperava-se mais do Atlético de Madrid. Especialmente na parte ofensiva: o próprio Antoine Griezmann reconheceu que não está em seu melhor preparo físico, cansado ainda pelo excesso de jogos na última temporada.  Se conseguir estar em suas melhores condições até fevereiro, os colchoneros terão um motivo para sonhar no duelo árduo contra a Juventus. A recuperação física de Griezmann pode entregar um Atleti muito mais ameaçador.

Juventus: melhorar as finalizações

Cristiano Ronaldo Juventus Turin 15122018 (Foto: Getty Images)

A Velha Senhora segue a mostrar um domínio gigante na Itália, tem uma das defesas mais sólidas do mundo e Cristiano Ronaldo no ataque. É uma das favoritas ao título. Exatamente por isso é complicado encontrar um ponto negativo na equipe treinada por Massimiliano Allegri, mas já que sempre existe algo a ser melhorado é bom CR7 e seus companheiros acertarem um pouco mais as suas finalizações: dentre os classificados às oitavas da Champions a Juve é a que tem o pior aproveitamento em finalizações: acerta a direção do gol em 44.26% das vezes.

Manchester United: ajustes na defesa

Ole Gunnar Solskjaer Manchester United 2018-19 (Foto: Getty Images)

O maior exemplo de que muita coisa ainda pode mudar. Sob o comando de José Mourinho, o Manchester United não demonstrava um bom futebol e não somava bons resultados. Resultado? Demissão do português. E desde a chegada de Solskjaer para comandar interinamente o United,  os Red Devils simplesmente parecem outro time: vencem, jogam bem e demonstram confiança em campo. Nas palavras do técnico norueguês, se há algo para melhorar no momento é apenas o setor defensivo.

PSG: cuidado para defender dentro da área

Thilo Kehrer Sadio Mane PSG Liverpool 28112018 Kehrer cometeu 3 pênaltis (Foto: Getty Images)

A equipe de Neymar, Mbappé e Cavani tem um dos melhores ataques da Europa e lidera com folgas a Ligue 1 francesa. Além disso, Thomas Tuchel faz um excelente trabalho e está construindo um time com boas alternativas táticas para confundir os rivais. Entretanto, é bom o Paris Saint-Germain tomar cuidado na hora de defender dentro de sua área: um destaque negativo do time nesta temporada é o número de pênaltis cometidos (7 até aqui).

Tottenham: cuidado com as finalizações de longe

2018-11-29-tottenham-lloris.jpg Defesa do Tottenham não tem sido das melhores (Foto: Getty Images)

O duelo entre a equipe londrina e o Borussia Dortmund é um dos mais imprevisíveis e equilibrados. A favor dos Spurs, a presença do goleador Harry Kane e um ataque de muita movimentação, mas é bom tomar cuidado com os chutes de longa distância: considerando os principais jogos realizados pelos times das oitavas de final na temporada, a equipe de Maurício Pochettino foi a que mais sofreu gols de fora da área: foram seis até aqui.

Borussia Dortmund: evoluir o ataque longe de casa

Borussia Dortmund (Foto: Getty Images)

Líder da Bundesliga, também possui um ataque rápido e com excelentes finalizadores. A equipe treinada por Lucien Favre tem equilíbrio, mas se melhorar o seu desempenho ofensivo em jogos longe de casa a chance de avançar cresce.

Lyon: otimizar a defesa... e rezar!

Houssem Aouar Lyon (Foto: Getty Images)

A equipe francesa demonstrou competitividade em grande nível, inclusive vencendo o Manchester City e garantindo um empate contra os ingleses na fase de grupos. Foi exatamente este desempenho que dá esperança para bater o Barcelona de Lionel Messi. Entretanto, o Lyon precisa encontrar uma forma de impedir os avanços ofensivos das equipes adversárias. O problema é que do outro lado está Lionel Messi.

Barcelona: quase perfeito

Lionel Messi Barcelona 2018-19 (Foto: Getty Images)

Líder da Liga Espanhola e com uma equipe bem equilibrada e recheada de craques, não há muito que o Barça possa melhorar. Contra Lyon o jogo não é ganho, mas os catalães são amplos favoritos.

Roma: defesa frágil

Eusebio Di Francesco Roma Genoa Serie A (Foto: Getty Images)

Semifinalista na última temporada, os italianos não tiveram grandes dificuldades para avançarem no Grupo G – de Real Madrid, Viktoria Plzen e CSKA. Entretanto, na Serie A italiana a história é diferente. Muito por causa de uma defesa extremamente frágil na hora de dificultar a missão dos adversários. A equipe da capital é uma das que mais sofrem defensivamente.

Porto: faltam goleadores

Moussa Marega - Porto (Foto: Getty Images)

Líder no Campeonato Português, a equipe do Porto consegue equilibrar bem defesa e ataque levando em consideração o seu elenco.  Uma das forças do time está em uma linha defensiva com três brasileiros em especial: os zagueiros Felipe e Militão e o lateral-esquerdo Alex Telles. O ataque que poderia ser um pouco mais goleador: Marega e Aboubakar contribuem para o time, mas não representam grandes ameaças na hora de finalizar.

Ajax: condições para acreditar

Matthijs de Ligt Ajax 2018-19 De Ligt, destaque de um Ajax que precisa acreditar (Foto: Getty Images)

Um time jovem, com boas opções nas laterais e que sabe tratar bem a bola. Na zaga, conta com o ‘Golden Boy’ De Ligt, um dos atetas mais promissores do momento. O ataque também tem feito a sua parte e a equipe atual dá a impressão de pode surpreender. O que fazer até os duelos em fevereiro? Acreditar que é possível e torcer para o Real Madrid seguir em fase ruim.

Real Madrid: melhorar defesa e ataque

Karim Benzema Real Madrid Rayo Vallecano (Foto: Getty Images)

Os atuais tricampeões ainda não se encontraram sem Cristiano Ronaldo. O ataque tem sido pobre e a defesa também tem sido um desastre: para bater o Ajax os merengues precisam melhorar na definição e em sua fase defensiva.

Liverpool: detalhes

Jurgen Klopp Liverpool 2018-19 (Foto: Getty Images)

A equipe comandada por Jurgen Klopp tem sido uma das melhores da temporada, brigando por título na Inglaterra e forte na Champions League. Assim como outros favoritos já citados ao longo do texto, é um time pronto e que precisa ajeitar apenas alguns detalhes.

Bayern: Kovac é o problema?

Niko Kovac Franck Ribery FC Bayern 27112018 (Foto: Getty Images)

Uma temporada rara. Afinal de contas o gigante de Munique vem decepcionando na Bundesliga e não encanta. No ataque, entretanto, segue a levar perigo especialmente com Lewandowski. Além de ajustes do meio-campo para trás, faltam aos jogadores “comprarem” de vez o trabalho de Niko Kovac.... ou encontrar um outro nome para o comando, algo improvável dentro da cultura da maioria dos times europeus.

Próximo artigo:
Corinthians no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
Torcida do Vasco inunda internet de xingamentos a Dedé após vitória sobre o Volta Redonda
Próximo artigo:
Flamengo no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
FIFA 19: Vinícius Junior, Arthur e Militão listados nas Estrelas do Futuro do Ultimate Team
Próximo artigo:
Iniciando sua quinta temporada no Palmeiras, Dudu reencontra adversário de sua estreia com status de ídolo
Fechar