Carpegiani chega como escudo da diretoria em sua terceira passagem pelo Flamengo

Comentários()
Alexandre Loureiro/Getty
Treinador campeão do mundo, regressa com a missão de acalmar os ânimos no último ano da gestão Eduardo Bandeira de Mello

Campeão do mundo com o Flamengo em 1981, Paulo César Carpegiani volta ao clube para comandar a equipe no último ano da gestão Eduardo Baneira de Mello. Sua chegada, aconteceu de forma polêmica. Inicialmente, a ideia era que o então treinador assumisse o cargo de coordenador técnico, mas diante da saída de Reinaldo Rueda ele ficou com o cargo do colombiano. 

Desta forma, Carpegiani já chega com uma certa desconfiança da torcida, apesar de seu passado vitorioso no Flamengo. Mas mesmo não sendo o preferido da maioria, por sua história no clube, terá apoio dos Rubro-Negros até a página 2.

Isso porque no próximo mês, com o início da Copa Libertadores da América, a pressão tende as ser grande para o treinador, tendo em vista os recentes fracassos do Flamengo na competição e os problemas envolvendo a gestão do futebol nos últimos anos. De saco cheio dos resultados negativos, os torcedores não suportariam uma campanha ruim na primeira fase.

Paulo Cesar Carpegiani Palmeiras Bahia Brasileirao Serie A 12102017
(Foto: Getty Images)

Ciente da pressão e de como as coisas funcionam no Flamengo, Carpegiani chega como escudo, a prova disso era a ideia da diretoria em coloca-lo como coordenador técnico. E mesmo como treinador chamará as responsabilidades para si e tentará tirar um pouco o foco do departamento de futebol. 

De olho nos últimos trabalhos de Carpegiani, sua passagem pelo Bahia pode ser considerada boa, ele ajudou o time a se livrar do rebaixamento no Brasileirão e teve até chances de faturar uma vaga na Libertadores. Apesar disso, chegou do meio para o final da temporada, não montou um planejamento a curto ou longo prazo.

No Coritiba, um ano antes, também livrou o time do rebaixamento, mas por apenas três pontos. Disputou 33 jogos, venceu 11, empatou 10 e perdeu 12. Mais um trabalho que não teve o início de planejamento ideal, pois pegou a equipe no meio da temporada. 

Esta será a terceira passagem de Carpegiani pelo Flamengo, a primeira vez, pendurou as chuteiras e assumiu o comando, levou o time ao título da Copa Libertadores e do Mundial e entrou para a história. Mais tarde, nos anos 2000, regressou, mas não teve o mesmo sucesso de outrora. Agora, assume uma equipe financeiramente estrutura mas com muitos problemas na gestão do futebol. 

Próximo artigo:
Com chegada de Arrascaeta Vitinho, se diz aliviado por deixar de ser o mais caro da história do Flamengo
Próximo artigo:
Messi celebra os 400 gols na La Liga e garante não pensar em números
Próximo artigo:
Com a chegada de Ricardo Gourlart, qual a melhor formação para o Palmeiras?
Próximo artigo:
Futebol na TV: confira a programação de quarta-feira, 16 de janeiro
Próximo artigo:
Quantos gols Cristiano Ronaldo tem na carreira?
Fechar