Carille diz que conversa com Ronaldo teve peso em volta ao Corinthians e fala em repetir 2017: “Muito parecido”

Comentários()
JUAN MABROMATA/AFP/Getty
Treinador ainda traçou metas para a temporada e falou sobre os novos reforços da equipe

O técnico Fábio Carille foi apresentado na tarde desta quinta-feira (3), no CT Joaquim Grava, como novo técnico do Corinthians sete meses após ter deixado o clube para trabalhar no Al Wehda, da Arábia Saudita.

Ao lado do presidente Andrés Sanchez, Carille revelou que Ronaldo Fenômeno teve participação importante para seu retorno ao Timão.

“Quero deixar bem claro o esforço que o Andrés fez para a minha volta, conversamos bastante, e alguns fatores foram importantes: antes mesmo de falar com meu agente Paulo Pitombeira e de se encontrarem em Londres, começaram a sair matérias sobre o encontro, isso me chamou a atenção, essa manifestação da torcida sobre uma pessoa que pediu para sair do clube. Começamos a falar com meu agente sobre isso, e falei muito com o Andrés. Agradeço pelo esforço. E uma conversa que tive com o Ronaldo”, afirmou.

“Voltei por quatro fatores: torcida, Paulo Pitombeira, Andrés Sanchez e Ronaldo”, completou Carille, que disse ainda esperar repetir o sucesso de 2017, além de entender que os dois elencos são parecidos.

Carille I Corinthians Palmeiras I 08 04 18
(Foto: Miguel Schincariol/Getty Images)

“Estou muito tranquilo para responder sobre isso. Acho que é muito parecido, lembro o quanto Jô era questionado, não desisto de ninguém, todos vão trabalhar forte, trabalhar para todos cumprirem com bola ou sem, acho que o grupo está muito parecido com o começo de 2017. Será um ótimo trabalho”, analisou.

Carille também falou sobre algumas das peças do atual elenco e disse acreditar bastante em Danilo Avelar.

“Ainda não discutimos, ou bem pouco, até para esperar a formação do elenco. Ver esses jogadores, Araos, Sergio Diaz, já pedi para o Cifut trazer todas as imagens para a gente ter o entendimento e aí sim pensar na forma de jogar. Tudo aberto. Marllon fez três bons jogos, André Luis chegando agora após bom campeonato na Ponte, Richard...Hoje tem trabalho com bola e depois trabalhos do Walmir, espero que na segunda ou terça a gente já tenha uma ideia sobre todos e pense mais na ideia de jogar”, declarou.

“Observei muito o Avelar antes de sair, estava no radar do clube sempre, os primeiros jogos dele foram muito bons, e caiu junto com a equipe e às vezes cai em cima de alguns, ele e Douglas. Lembro o quanto Balbuena foi questionado em 2016 e virar a referência em 2017. Não desisto de jogador, vamos trabalhar e dar confiança. Vai ser trabalho, dia a dia, com vídeo, campo, para todos terem confiança de fazer o seu melhor”, acrescentou.

Fabio Carille Corinthians Palmeiras 31032018 Paulista Final
(Foto: © Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Por fim, Carille ainda falou sobre a busca de um zagueiro para fechar o elenco e disse qual será o seu maior desafio no retorno ao Corinthians.

“Nomes são oferecidos o tempo todo e a gente analisa com a diretoria. Acho que com o trabalho dá para organizar com nossos zagueiros. Se vier para acrescentar, uma boa. Caso contrário, seguimos com quatro e mais um que suba”, ressaltou.

“Tive propostas de outros países e do Brasil, é verdade, mas focamos aqui, minha comissão tem a ver com isso. E o maior desafio vai ser o mesmo de 2017 e 2018, quando perdemos Pablo, Arana e Jô, é fazer todos terem entendimento. Queremos iniciar bem o ano”, finalizou.

Próximo artigo:
Corinthians no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
Torcida do Vasco inunda internet de xingamentos a Dedé após vitória sobre o Volta Redonda
Próximo artigo:
Flamengo no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
FIFA 19: Vinícius Junior, Arthur e Militão listados nas Estrelas do Futuro do Ultimate Team
Próximo artigo:
Iniciando sua quinta temporada no Palmeiras, Dudu reencontra adversário de sua estreia com status de ídolo
Fechar