Notícias Placares ao vivo
Liga dos Campeões da UEFA

Camisa 'pesa'? '5' vezes em que a tradição decidiu na Champions League

19:43 BRT 07/03/2019
Kylian Mbappe Marcus Rashford Paris Saint-Germain Manchester United
Nas últimas temporadas PSG e Atlético de Madrid sofreram com derrotas marcantes para clubes campeões do certame europeu

Na era moderna da Champions League, nenhuma equipe que havia sido derrotada por dois gols de diferença dentro de casa no jogo de ida conseguiu avançar no mata-mata. Essa história acabou na última quarta-feira (06), quando o Manchester United bateu o Paris Saint-Germain por 3 a 1 no Parque dos Príncipes para reverter os 2 a 0 sofridos em Old Trafford.

Tão cedo Marcus Rashford converteu o pênalti marcado na reta final do encontro, encaminhando os Red Devils para as quartas de final, o bordão infindável da “camisa pesada” voltou com força em comentários e redes sociais. Evidente que o fato isolado de vestir uma indumentária com peso histórico não ajuda sozinho.

Desde que o torneio passou a aceitar equipes de ligas mais fortes que não eram necessariamente campeãs nacionais, o desequilíbrio em relação a outros times de centros menores vem dificultando acontecimentos como a virada espetacular do La Coruña sobre o Milan, em 2004, quando os espanhóis triunfaram por 4 a 0 em casa depois de terem sofrido 4 a 1 na ida das quartas de final. É um dos motivos que explicam a maior incidência de viradas de clubes considerados maiores sobre outros.

No caso do Paris Saint-Germain, entretanto, como não falta dinheiro nem grandes jogadores, a ansiedade pode ajudar a explicar a incidência ao ter sofrido recentemente duas grandes viradas. À derrota na última quarta-feira (06) para o Manchester United, some a histórica eliminação para o Barcelona, em 2017, quando os franceses levaram 6 a 1 no Camp Nou após terem goleado por 4 a 0 em casa. Um caso parecido ao dos franceses aconteceu com o Chelsea, que sofreu anos a fio até conseguir a sua tão sonhada Champions.

Abaixo, confira alguns exemplos em que o bordão da “camisa pesada” apareceu com força.


PSG 1x3 Manchester United


(Foto: Reprodução)

O exemplo mais recente. Após derrota por 2 a 0 dentro de Old Trafford, os ingleses conseguiram a vaga para as quartas de final da Champions League com uma vitória épica por 3 a 1 no Parque dos Príncipes.


Barcelona 6x1 PSG


(Foto: Getty Images)

Em 2017, o Paris parecia ter garantido a sua classificação após golear o Barcelona por 4 a 0 em sua casa. No entanto, o jogo de volta ficou marcado por uma virada impressionante (e com as suas polêmicas de arbitragem, também é verdade). Com direito a show de Neymar, autor de dois gols pelos catalães, o resultado de 6 a 1 levou o time do Camp Nou para as quartas de final.


Real Madrid 3x0 Wolfsburg


(Foto: Getty Images)

Mesmo tendo Cristiano Ronaldo, os Blancos não conseguiram evitar uma derrota por 2 a 0 nas quartas de final da Champions League 2015-16 contra o Wolfsburg. No duelo de volta, dentro do Santiago Bernabéu, CR7 não perdoou: 3 a 0 e classificação garantida para as semifinais.


Real Madrid 1 (5)x(3) 1 Atlético de Madrid


(Foto: Getty Images)

Ainda naquele ano de 2016, o Real mostrou a sua força contra o rival de sua cidade. As equipes se encontraram na decisão, e após o empate persistir no tempo regulamentar os Blancos levaram a melhor nos pênaltis. Detalhe: durante o jogo, Antoine Griezmann desperdiçou uma cobrança de penal pelo Atleti.


Real Madrid 4x1 Atlético de Madrid


(Foto: Getty Images)

Não foi a primeira vez que os merengues impediram o rival de conquistar pela primeira vez a taça Orelhuda. Em 2014, o Atleti vencia por 1 a 0 até que Sergio Ramos fez, nos acréscimos, o gol de empate. Na prorrogação, os merengues atropelaram e conquistaram o troféu pela décima vez.