Após empate entre Corinthians e Chapecoense, jogadores reconhecem: cansaço pesou

Comentários()
Alexandre Schneider/Getty
Tanto Rodriguinho, do Alvinegro, quanto Wellington Paulista, da Chape, falaram sobre a maratona de jogos

O sábado (13) foi de empates em 1 a 1 na primeira rodada do Brasileirão 2017. Após Flamengo e Atlético Mineiro ficarem na igualdade, Corinthians e Chapecoense repetiram o placar em Itaquera. Jô balançou as redes para os donos da casa, e Wellington Paulista igualou para o Verdão do Oeste.

Após a partida, o atacante Rodriguinho reconheceu que a exibição alvinegra não foi das melhores e disse que o cansaço pela maratona recente de jogos [final estadual e compromisso pela Sul-Americana] pesou. Entretanto, isso não serve de desculpa.

“Realmente, hoje eu acho que a gente não jogou tão bem quanto vínhamos jogando antes. Erramos mais do que o normal, a gente estava com o jogo controlado, né? A equipe deles se fechou, jogou por uma bola, conseguiu fazer o gol e depois segurou de novo”, falou para o SporTV.

“A gente tinha que ter criado mais um pouco, rodado mais um pouco. Infelizmente a gente não conseguiu criar tanto quanto a gente gostaria”, avaliou, antes de citar o cansaço físico. “Pesou um pouco, mas isso não é desculpa. A gente tem que estar bem. Tentamos recuperar o máximo possível, mas a maratona é forte assim mesmo. O bom é que agora a gente vai ter um tempo pra descansar e reorganizar”.

Apodi Jo Corinthians Chapecoense Brasileirao Serie A 13052017(Foto: Alexandre Schneider/Getty)

Quem também falou de cansaço e maratona de jogos foi o atacante Wellington Paulista, autor do gol de empate: “Tá difícil demais, até porque só temos que jogar e descansar (...) Não temos muito o que fazer, e assim é o futebol”.

O atacante também falou sobre o momento não tão favorável da Chape, que durante a semana foi goleada pelo Atlético Nacional na Recopa Sul-Americana, reclamou da arbitragem e falou sobre o lance do eu gol.


VEJA TAMBÉM:


“No futebol, tem pressão o tempo todo. Ganhando, não faz mais do que a obrigação e perdendo todo mundo, é tudo muito ruim. A gente sabia que o futebol é assim. O nosso time foi montado às pressas, todo mundo sabe disso, só que é um time de qualidade. Um time de guerreiro, todo mundo buscando o seu espaço”.

“Conseguimos marcar muito bem o Corinthians, controlar a maior parte do jogo, no primeiro tempo principalmente. Conseguimos fazer o gol de empate no segundo tempo, e agora é levar a vitória lá para Chapecó para que a gente possa continuar com a sequência boa e conseguir vencer em Chapecó”.

“A bola está chegando pouco para mim, estou só fazendo pivô e trabalhando a parte defensiva e a hora que precisar eu preciso estar lá dentro. O gol que eu fiz no primeiro tempo o juiz deu impedimento, que não estava, do Apodi, podia ter feito um gol já. E depois, no segundo tempo, consegui um rebote do Cássio e consegui fazer o gol”.

Fechar