Notícias Placares ao vivo
Liga dos Campeões da UEFA

Bonucci faz coro para Cristiano Ronaldo ficar com a Bola de Ouro: "fez por merecer"

22:03 BRST 06/11/2018
Leonardo Bonucci Cristiano Ronaldo Juventus 2018-19
O zagueiro da Juventus também falou sobre reencontro com Pogba e elogio de Mourinho

Leonardo Bonucci não tem dúvidas sobre quem deve ser o vencedor da Bola de Ouro. O zagueiro reconheceu a vontade de ver um jogador de defesa ser eleito, futuramente, o melhor do mundo, mas insistiu que neste ano o escolhido tem que ser Cristiano Ronaldo.

Ainda eu enfrente a concorrência de Lionel Messi, Antoine Griezmann e outros jogadores que tiveram destaque – especialmente os franceses campeões mundiais na Rússia, como o zagueiro Raphael Varane – Cristiano Ronaldo voltou a ser peça decisiva para o Real Madrid conquistar a terceira Champions League consecutiva. Após o triunfo, o português trocou a capital madrilenha por Turim, onde virou companheiro de time de Bonucci.

“Seria bom ver um defensor, como o Varane, ganhar a Bola de Ouro, mas apesar do quanto ele contribuiu para o Real Madrid no ano passado, e por tudo o que mostrou, a Bola de Ouro tem que ser do Cristiano Ronaldo”.

Nesta quarta-feira (07), CR7 tem encontro marcado contra o Manchester United, sua ex-equipe, e o mesmo vale para o meio-campista Paul Pogba, que teve destaque na Juventus antes de decidir retornar para a Inglaterra. O jogador mantém contato com Bonucci, que agora terá a chance de dar um abraço no amigo.

Bonucci e Pogba, juntos na Juve em 2015 (Foto: Getty Images)

“Eu e Paul ainda somos bons amigos”, disse o zagueiro. “Ele é um grande jogador e me disse que estava muito animado para voltar a este estádio. Espero que ele jogue bem, mas que a Juve vença o jogo”.

Por fim, o jogador de 31 anos também comentou o elogio recebido diretamente de José Mourinho, treinador do Manchester United, após a vitória dos italianos por 1 a 0 na Inglaterra. O português disse que Bonucci e Chiellini, seu companheiro de zaga, poderiam ser professores da “arte de defender” em Harvard.

“Defender não é algo feito apenas pelos defensores, assim como atacar não é exclusividade dos atacantes. Acho que estamos mais confiantes e mais experientes agora do que em relação a minha passagem anterior aqui, e isso é graças ao excelente trabalho do treinador e do clube”.